20 results

Prevalência da deficiência de G6PD e caracterização molecular dos polimorfismos G202A, A376G e C563T em neonatos no Sudeste do Brasil

Lucas Luís Meigre Dias Pereira ORCID logo , Cristina Augusta Bravin ORCID logo , Terezinha Sarquis Cintra ORCID logo , Wélida Santos Portela Cassa ORCID logo , Thainá Altoé Santos ORCID logo , Armando Fonseca ORCID logo , [...]

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019AO4436

RESUMO Objetivo Avaliar a prevalência da deficiência de G6PD e caracterizar, por ensaios moleculares, os polimorfismos G202A, A376G e C563T em recém-nascidos. Métodos Foram testadas mil amostras por meio da análise quantitativa da atividade enzimática, detectando 25 portadores de deficiência de G6PD. Os pacientes identificados como deficientes foram submetidos à análise molecular reação em cadeia da polimerase em tempo real (qPCR) para pesquisa da presença das variantes associadas à deficiência. Resultados A prevalência total de deficientes de G6PD foi de […]

Incidência de hemoglobinas variantes em neonatos assistidos por um laboratório de saúde pública

Flávia Mylla de Sousa Reis, Renata Rodrigues de Oliveira Castelo Branco, Amanda Mota Conceição, Letícia Paula Benvindo Trajano, José Felipe Pinheiro do Nascimento Vieira, Pablo Ricardo Barbosa Ferreira, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4150

RESUMO Objetivo Avaliar a incidência de hemoglobinas variantes em diferentes regiões de saúde. Métodos Estudo descritivo, observacional e transversal com abordagem quantitativa baseada em dados secundários presentes nos registros internos do serviço de triagem neonatal do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Piauí (PI, Brasil). Foram analisadas as variáveis referentes a sexo, etnia e diagnóstico positivo para hemoglobinas variantes, com posterior distribuição populacional das hemoglobinopatias entre as macrorregiões do Estado. Resultados Foram analisadas 69.180 amostras de recém-nascidos, e […]

Frequência e fatores de risco para o nascimento de recém-nascidos pequenos para idade gestacional em maternidade pública

Marina Parca Cavelagna Teixeira, Tatiana Peloso Reis Queiroga, Maria dos Anjos Mesquita

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3684

RESUMOObjetivo:Determinar a frequência e os fatores de risco de recém-nascidos pequenos para idade gestacional em uma maternidade de alto risco.Métodos:Trata-se de um estudo observacional, transversal e caso-controle, realizado em maternidade pública de nível terciário. Foram levantados dados de 998 recém-nascidos e de suas respectivas mães por meio de entrevista e análise de prontuários e de cartões do pré-natal. Algumas placentas foram submetidas à análise anatomopatológica. As variáveis dos recém-nascidos pequenos e não pequenos para idade gestacional e de suas respectivas […]

Acidente vascular cerebral isquêmico perinatal: estudo retrospectivo de 5 anos em maternidade nível III

Virgínia Machado, Sónia Pimentel, Filomena Pinto, José Nona

DOI: 10.1590/S1679-45082015AO3056

ObjetivoEstudar incidência, apresentação clínica, fatores de risco, resultado de exames de imagem e desfecho clínico do acidente vascular cerebral perinatal.MétodosAnálise retrospectiva dos prontuários de recém-nascidos a termo internados com o diagnóstico de acidente vascular cerebral perinatal no Serviço de Neonatologia, de uma maternidade nível III, em Lisboa, de janeiro de 2007 a dezembro de 2011.ResultadosHouve 11 casos de acidente vascular cerebral: nove isquêmicos arteriais e duas tromboses dos seios venosos. As incidências foram estimadas: para acidente vascular cerebral isquêmico arterial […]

Ensaio clínico multicêntrico duplo-cego randomizado com um novo surfactante de origem porcina em prematuros com síndrome do desconforto respiratório

Celso Moura Rebello, Alexander Roberto Precioso, Renata Suman Mascaretti

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO3095

ObjetivoComparar a eficácia e a segurança de um novo surfactante pulmonar de origem porcina, desenvolvido pelo Instituto Butantan, com os surfactantes de origem animal disponíveis no país, em relação à mortalidade neonatal e às principais complicações da prematuridade, em prematuros com peso de nascimento até 1500g e diagnóstico de síndrome do desconforto respiratório.MétodosRecém-nascidos com diagnóstico de síndrome do desconforto respiratório foram randomizados para receber surfactante Butantan (Grupo Butantan) ou um dos seguintes surfactantes: Survanta® ou Curosurf®. Os recém-nascidos que receberam […]

Caso raro de hamartoma perineal associado a criptorquidia e ânus imperfurado: relato de caso

Kleiton Gabriel Ribeiro Yamaçake, Amilcar Martins Giron, Uenis Tannuri, Miguel Srougi

DOI: 10.1590/S1679-45082014RC2746

Recém-nascido a termo do sexo masculino encaminhado ao nosso serviço por anomalia anorretal e anomalias perineais externas. O exame físico revelou massa perineal epitelizada, com orifícios cutâneos que apresentavam saída de urina, musculatura perineal hipotrófica, pé torto congênito bilateral, uretra hipospádica, criptorquidia bilateral com testículos não palpáveis e ânus imperfurado. Logo após o nascimento, o paciente foi submetido à colostomia. Aos 3 meses de idade, a criança foi submetida à excisão da massa perineal, orquidopexia bilateral, neouretroplastia a Duplay e […]

Influência do local de avaliação na mensuração da bilirrubina transcutânea

Cristiane Maria da Conceição, Maria Fernanda Pellegrino da Silva Dornaus, Maria Aparecida Portella, Alice D’Agostini Deutsch, Celso Moura Rebello

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO2711

Objetivo:Verificar a influência do local da mensuração da bilirrubina transcutânea (fronte ou esterno) na reprodutibilidade dos resultados, quando comparada à bilirrubina plasmática.Métodos: Estudo tipo coorte incluindo 58 recém-nascidos a termo sem doença hemolítica. Foram realizadas determinações transcutâneas na fronte (a meia distância entre a raiz do couro cabeludo e a glabela, iniciando do lado esquerdo em direção ao direito, realizando determinações consecutivas, separadas por 1cm) e no esterno (cinco mensurações iniciando da fúrcula até o apêndice xifoide, com determinações consecutivas, […]

Sucesso no manejo da trombocitopenia aloimune neonatal na segunda gestação: relato de caso

Fabiana Mendes Conti, Sergio Hibner, Thiago Henrique Costa, Marcia Regina Dezan, Maria Giselda Aravechia, Ricardo Antonio D’Almeida Pereira, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082014RC2729

A púrpura trombocitopênica neonatal aloimune é uma doença grave, na qual a mãe produz anticorpos contra antígenos plaquetários fetais herdados do pai, e é ainda subdiagnosticada na prática clínica. É considerada o equivalente plaquetário da doença hemolítica do recém-nascido, com a diferença que o primeiro filho é afetado, apresentando trombocitopenia fetal e/ou neonatal. Há risco significativo de hemorragia intracraniana e sequelas neurológicas graves, com tendência a trombocitopenia mais grave e mais precoce nas gestações subsequentes. Este artigo relata um caso […]

Paniculite no recém-nascido: relato de um caso

Fernando Bastos, Liliana Thaureaux Pérez, Caridad Ponce de León Narváes, Olívia Costa, Maria Ódia Inácio de Sousa e Silva, Rui Carlos Souto da Silva, [...]

DOI: 10.1590/s1679-45082011rc2091

RESUMOOs autores apresentam um caso clínico de paniculite no recémnascido, uma afecção rara no período neonatal, discutindo suas prováveis causas e diagnóstico diferencial, enfatizando possível diagnóstico de eritema nodoso.

1 2