7 results

Erros de medicação em unidades de pronto atendimento: prontuário eletrônico, barreira eficaz?

Marina Vaidotas ORCID logo , Paula Kiyomi Onaga Yokota ORCID logo , Neila Maria Marques Negrini ORCID logo , Dafne Braga Diamante Leiderman ORCID logo , Valéria Pinheiro de Souza ORCID logo , Oscar Fernando Pavão dos Santos ORCID logo , [...]

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019GS4282

RESUMO Objetivo: Comparar os erros de medicações de duas unidades de pronto atendimento que possuíam prontuário eletrônico aos de duas unidades que possuíam prontuário convencional manual em uma mesma instituição. Métodos: Estudo transversal, retrospectivo, descritivo, que comparou a incidência de erros de medicações e sua classificação, segundo o National Coordinating Council for Medication Error Reporting and Prevention, associado ao uso do prontuário eletrônico e do convencional, em unidades de pronto atendimento de uma mesma instituição por um ano. Resultados: Foram […]

Índice de Gravidade de Emergência: acurácia na classificação de risco

Joselito Adriano da Silva, Angélica Santos Emi, Eliseth Ribeiro Leão, Maria Carolina Barbosa Teixeira Lopes, Meiry Fernanda Pinto Okuno, Ruth Ester Assayag Batista

DOI: 10.1590/S1679-45082017AO3964

RESUMO Objetivo: Verificar a concordância entre a estimativa de recursos previstos por meio do Índice de Gravidade de Emergência adaptada e aqueles utilizados pelos pacientes; e analisar as variáveis tempo de formado, experiência profissional e tempo de trabalho nos serviços de emergência com a assertividade da previsao de recursos. Métodos: Estudo retrospectivo analítico com abordagem quantitativa. A amostra foi de 538 prontuários de pacientes atendidos por 11 enfermeiros responsáveis pela classificação de risco. A coleta de dados foi realizada em […]

Qualidade dos prontos-socorros e prontos-atendimentos: a satisfação dos usuários

Cássio de Almeida Lima, Bruna Tatiane Prates dos Santos, Dina Luciana Batista Andrade, Francielle Alves Barbosa, Fernanda Marques da Costa, Jair Almeida Carneiro

DOI: 10.1590/S1679-45082015GS3347

Objetivo Avaliar a qualidade dos prontos-socorros e prontos atendimentos, de acordo com a satisfação dos usuários desses serviços.Métodos Estudo descritivo transversal com abordagem quantitativa. A amostra foi constituída aleatoriamente por 136 usuários. A coleta de dados ocorreu no período de outubro e novembro de 2012 por meio de questionário estruturado.Resultados Os participantes eram na maioria do sexo masculino (64,7%), com idade inferior aos 30 anos (55,8%) e a escolaridade predominante foi o ensino médio (54,4%). Entre os itens avaliados, os […]

Fatores associados ao comprometimento funcional de idosos internados no serviço de emergência

Maria Carolina Barbosa Teixeira Lopes, Julieth Santana Silva Lage, Cássia Regina Vancini-Campanharo, Meiry Fernanda Pinto Okuno, Ruth Ester Assayag Batista

DOI: 10.1590/S1679-45082015AO3327

RESUMOObjetivo:Avaliar a capacidade funcional dos idosos internados em um serviço de emergência para as Atividades Básicas e Instrumentais de Vida Diária.Métodos:Estudo transversal com 200 idosos internados no serviço de emergência de um hospital universitário do município de São Paulo (SP). A capacidade funcional dos idosos foi avaliada pelas escala de Katz e a de Lawton e Brody. Os testes estatísticos utilizados foram análise de variância, correção de Bonferroni, χ2 ou da razão de verossimilhança.Resultados:A maioria dos idosos era independente (65%), […]

Unidades avançadas: medidas de qualidade no atendimento de urgência e emergência

Dan Carai Maia Viola, Eduardo Cordioli, Carlos Henrique Sartorato Pedrotti, Mauro Iervolino, Antonio da Silva Bastos Neto, Luis Roberto Natel de Almeida, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082014GS2894

ObjetivoAvaliar, por meio de indicadores assistenciais, a qualidade do atendimento prestado aos pacientes considerados de urgência e emergência em uma Unidade Avançada de Pronto Atendimento.MétodosForam analisados os dados de relatórios gerenciais das 64.891 consultas (passagens) realizadas na Unidade de Pronto Atendimento da Unidade Ibirapuera do Hospital Israelita Albert Einstein no período de 1ode junho de 2012 até 31 de maio de 2013. Os indicadores propostos para a avaliação do atendimento foram: taxa de óbito no pronto atendimento; tempo médio de […]

Trauma pediátrico devido a acidente veicular em via de grande tráfego

Israel Figueiredo Junior, Mauricio Vidal de Carvalho, Glaucia Macedo de Lima

DOI: 10.1590/S1679-45082012000100007

Objetivo:Caracterizar o perfil dos atendimentos pediátricos por trauma e verificar a chance de ocorrência de trauma em uma rodovia de alto fluxo de veículos.MÉTODOS:Estudo de coorte descritivo dos dados armazenados nos boletins de atendimentos realizados por grupo de resgate pré-hospitalar da Ponte Rio-Niterói, uma via de grande tráfego, no Rio de Janeiro. Estatística descritiva foi aplicada utilizando-se a frequência simples e percentual, verificando-se o risco estimado de “trauma” em crianças < 12 anos, por meio de odds ratio, com intervalo [...]

Intervenções realizadas pelo farmacêutico clínico na unidade de primeiro atendimento

Talita Muniz Maloni Miranda, Sandra Petriccione, Fabio Teixeira Ferracini, Wladimir Mendes Borges Filho

DOI: 10.1590/S1679-45082012000100015

Objetivo:Demonstrar a atuação e a importância do farmacêutico clínico na Unidade de Primeiro Atendimento por meio da identificação, classificação e do levantamento do número de intervenções realizadas pelo farmacêutico clínico.MÉTODOS:Foi realizado um estudo retrospectivo no período de 1º de janeiro de 2010 a 31 de dezembro de 2010, na Unidade de Primeiro Atendimento Morumbi do Hospital Israelita Albert Einstein. As intervenções foram realizadas pelo farmacêutico clínico por meio da atuação junto à equipe interdisciplinar e busca ativa nos prontuários, com […]