10 results

Imunosenescência: participação de linfócitos T e células mieloides supressoras nas alterações da resposta imune relacionadas ao envelhecimento

Amanda Soares Alves ORCID logo , Valquiria Bueno ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019RB4733

RESUMO O envelhecimento saudável está relacionado, pelo menos em parte, com a função adequada do sistema imunológico. Isso porque já foi relatado que, com o envelhecimento, algumas mudanças desse sistema são observadas, como a diminuição da percentagem e do repertório de células T pela involução tímica, acúmulo de células T de memória por infecções crônicas, compensação do número de células T naïve por proliferação homeostática, diminuição da capacidade de proliferação das células T frente a um estímulo, encurtamento dos telômeros, […]

Construção e validade de conteúdo de um instrumento para avaliação de quedas em idosos

Michele Bittencourt Silveira, Ricardo Pedrozo Saldanha, José Carlos de Carvalho Leite, Thamyres Oliveira Ferreira da Silva, Thiago Silva, Lidiane Isabel Filippin

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4154

RESUMO Objetivo Desenvolver e validar o conteúdo do Questionário on-line para Avaliação do Risco de Quedas em Idosos. Métodos A construção do instrumento foi baseada na Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) da Organização Mundial da Saúde. Inicialmente, o conjunto de itens foi submetido à avaliação de juízes (profissionais da saúde com experiência em saúde do idoso), que puderam sugerir questões a serem incluídas/excluídas do instrumento, além de verificarem cada questão do questionário, observando se as dimensões a […]

Obesidade, sarcopenia, obesidade sarcopênica e mobilidade reduzida em idosos brasileiros com 80 anos ou mais

Vanessa Ribeiro dos Santos, Igor Conterato Gomes, Denise Rodrigues Bueno, Diego Giulliano Destro Christofaro, Ismael Forte Freitas Jr., Luis Alberto Gobbo

DOI: 10.1590/S1679-45082017AO4058

RESUMO Objetivo: Analisar quais agravos na composição corporal (obesidade, sarcopenia ou obesidade sarcopênica) estão relacionados à redução da mobilidade em idosos com 80 anos ou mais. Métodos: A amostra foi constituída por 116 sujeitos com idade igual ou superior a 80 anos. A composição corporal foi mensurada pela técnica de absorciometria de raios X de dupla energia (DXA), e a mobilidade foi avaliada por testes motores. O teste χ2foi utilizado para analisar a proporção de idosos com sarcopenia, obesidade e […]

Validade de conteúdo do Instrumento de Avaliação da Saúde do Idoso

Rhaine Borges Santos Pedreira, Saulo Vasconcelos Rocha, Clarice Alves dos Santos, Lélia Renata Carneiro Vasconcelos, Martha Cerqueira Reis

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3455

RESUMOObjetivoAvaliar a validade de conteúdo do Instrumento de Avaliação da Saúde do Idoso com baixa escolaridade.Métodos Após a elaboração do instrumento de coleta de dados, o questionário foi submetido à avaliação de um comitê de especialistas, formado por quatro profissionais da área da saúde com experiência em pesquisas da epidemiologia do envelhecimento. Os especialistas puderam sugerir questões a serem incluídas/excluídas do instrumento, e avaliar cada bloco do questionário, observando se as dimensões a serem avaliadas foram abrangidas pelos itens do […]

Programa de treinamento físico resistido ondulatório aumenta a força máxima de idosos diabéticos tipo 2

Gilberto Monteiro dos Santos, Fábio Tanil Montrezol, Luciana Santos Souza Pauli, Angélica Rossi Sartori-Cintra, Emilson Colantonio, Ricardo José Gomes, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO3162

ObjetivoVerificar os efeitos de um protocolo de treinamento físico resistido ondulatório nos ganhos de força máxima em idosos diabéticos do tipo 2.MétodosParticiparam do estudo 48 indivíduos, com idade entre 60 e 85 anos, de ambos os gêneros. Eles foram divididos em dois grupos: Idosos Diabéticos Não Treinados (n=19), com aqueles não submetidos ao treinamento físico, e Idosos Diabéticos Treinados (n=29), que foram submetidos ao protocolo de treinamento físico resistido ondulatório. Os idosos foram avaliados em diversos equipamentos de musculação, antes […]

Adequação dos parâmetros de oxigenação em idosos submetidos à ventilação mecânica

Luana Petruccio Cabral Monteiro Guedes, Fabrício Costa Delfino, Flavia Perassa de Faria, Gislane Ferreira de Melo, Gustavo de Azevedo Carvalho

DOI: 10.1590/S1679-45082013000400011

Objetivo:Comparar a PaO2 ideal com a encontrada, a PaO2 ideal/FiO2 ambiente com a encontrada e a FiO2 ideal e encontrada em idosos ventilados mecanicamente.MÉTODOS:Estudo transversal, no qual foram avaliados os idosos ventilados mecanicamente por no mínimo 72 horas e que tiveram três gasometrias seguidas.RESULTADOS:Compuseram a amostra 48 idosos, com média de idade de 74,77±9,36 anos. Houve diferença significativa entre a PaO2 ideal e a encontrada (p

Idosas com síndrome metabólica apresentam maior risco cardiovascular e menor força muscular relativa

Darlan Lopes Farias, Ramires Alsamir Tibana, Tatiane Gomes Teixeira, Denis César Leite Vieira, Vitor Tarja, Dahan da Cunha Nascimento, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082013000200007

Objetivo:Comparar os parâmetros metabólicos, antropométricos, pressão arterial e força muscular de mulheres idosas com síndrome metabólica e sem síndrome metabólica.MÉTODOS:Estudo caso-controle com 27 (67,3±4,8 anos 31,0±5,0kg/m²) idosas com síndrome metabólica e 33 (68,8±5,6 anos 27,2±5,3kg/m²) idosas controle sedentárias. As idosas foram submetidas à avaliação de composição por meio da absorciometria de raio X de dupla energia e teste de força muscular de 10 repetições máximas na extensão de joelhos.RESULTADOS:Quando comparadas às idosas sem síndrome metabólica, as idosas com síndrome metabólica […]

Efeito dos extratos de Panax ginseng, Turnera diffusa e Heteropterys tomentosa sobre a apoptose no hipocampo de ratos idosos

Andréia Gomes Bezerra, Soraya Soubhi Smaili, Guiomar Silva Lopes, Elisaldo Araújo Carlini

DOI: 10.1590/S1679-45082013000200005

Objetivo:Plantas medicinais, como Panax ginseng C.A. Mey, Turnera diffusa Willd. Ex Schult. e Heteropterys tomentosa O. Mach. são amplamente utilizadas pela população como tônicas e para melhora da cognição. O presente estudo verificou se essas plantas poderiam ter algum efeito protetor na morte celular por apoptose, podendo este ser um dos mecanismos de ação dessas substâncias.MÉTODOS:Ratos machos Wistar idosos (n=24) foram divididos em quatro grupos. Durante 30 dias, três grupos receberam tratamento com extratos hidroalcoólicos das plantas e um grupo […]

Avaliação nutricional de idosos institucionalizados

Milena Maffei Volpini, Vera Silvia Frangella

DOI: 10.1590/S1679-45082013000100007

Objetivo:Definir o perfil nutricional de idosos institucionalizados. M ÉTODOS: Estudo de campo comparativo correlacional e quantitativo realizado em uma Instituição de Longa Permanência, em São Paulo (SP), entre dezembro de 2010 a janeiro de 2012. Para definição do diagnóstico nutricional, coletaram-se dados de prontuários acerca de índice de massa corporal, circunferências, dobra cutânea tricipital, área muscular do braço, espessura do músculo adutor do polegar, força de preensão palmar e resultados das provas bioquímicas. As variáveis antropométricas foram apresentadas como média, […]

Impacto de um programa de promoção da saúde na qualidade de vida do idoso

Silvia Affini Borsoi Tamai, Sergio Márcio Pacheco Paschoal, Julio Litvoc, Adriana Nunes Machado, Pedro Kallas Curiati, Luis Felipe Prada, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082011AO1759

RESUMO Objetivo: Avaliar os efeitos na qualidade de vida de idosos matriculados no Grupo de Assistência Multidisciplinar ao Idoso Ambulatorial (GAMIA) do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Métodos: Nos 83 idosos participantes do grupo entre 2000 e 2002, a qualidade de vida foi avaliada pelo World Health Organization Quality of Life (WHOQOL-bref) no início e no fim do programa. A funcionalidade foi avaliada pelas Escalas de Katz e Lawton […]