3 results

Relação entre mobilidade funcional e dinapenia em idosos com fragilidade

Antonio Vinicius Soares, Elessandra Marcelino, Késsia Cristina Maia, Noé Gomes Borges Junior

DOI: 10.1590/S1679-45082017AO3932

RESUMO Objetivo Investigar a relação entre mobilidade funcional e dinapenia em idosos frágeis institucionalizados. Métodos Estudo descritivo, correlacional conduzido com 26 idosos institucionalizados de ambos os sexos com média de idade de 82,3±6 anos. Os instrumentos utilizados foram o Mini-Exame do Estado Mental, Escala de Depressão Geriátrica, Questionário Internacional de Atividade Física, teste Timed Up and Go, dinamômetro de preensão manual e dinamômetro portátil para avaliar grandes grupos musculares (flexores do ombro, flexores do cotovelo, flexores do quadril, extensores do […]

Validade de conteúdo do Instrumento de Avaliação da Saúde do Idoso

Rhaine Borges Santos Pedreira, Saulo Vasconcelos Rocha, Clarice Alves dos Santos, Lélia Renata Carneiro Vasconcelos, Martha Cerqueira Reis

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3455

RESUMOObjetivoAvaliar a validade de conteúdo do Instrumento de Avaliação da Saúde do Idoso com baixa escolaridade.Métodos Após a elaboração do instrumento de coleta de dados, o questionário foi submetido à avaliação de um comitê de especialistas, formado por quatro profissionais da área da saúde com experiência em pesquisas da epidemiologia do envelhecimento. Os especialistas puderam sugerir questões a serem incluídas/excluídas do instrumento, e avaliar cada bloco do questionário, observando se as dimensões a serem avaliadas foram abrangidas pelos itens do […]

Glioblastoma: enfoque no tratamento de pacientes idosos

Luciola de Barros Pontes, Theodora Karnakis, Suzana Maria Fleury Malheiros, Eduardo Weltman, Reynaldo André Brandt, Rafael Aliosha Kaliks Guendelmann

DOI: 10.1590/S1679-45082012000400021

O tratamento de idosos com câncer é um desafio para a prática oncológica, especialmente no que se refere à terapêutica multimodal do glioblastoma. Nessa população, a ressecção ampla do tumor oferece a melhor chance de controle local e, naqueles pacientes que mantenham um bom performance status, a radioterapia complementar deve sempre ser levada em consideração. A quimioterapia também tem um papel no tratamento, sendo a temozolomida a droga de eleição. Frente à heterogeneidade desses pacientes, uma avaliação geriátrica ampla é […]