einstein (São Paulo). 01/dez/2012;10(4):512-8.

Glioblastoma: enfoque no tratamento de pacientes idosos

Luciola de Barros Pontes, Theodora Karnakis, Suzana Maria Fleury Malheiros, Eduardo Weltman, Reynaldo André Brandt, Rafael Aliosha Kaliks Guendelmann

DOI: 10.1590/S1679-45082012000400021

O tratamento de idosos com câncer é um desafio para a prática oncológica, especialmente no que se refere à terapêutica multimodal do glioblastoma. Nessa população, a ressecção ampla do tumor oferece a melhor chance de controle local e, naqueles pacientes que mantenham um bom performance status, a radioterapia complementar deve sempre ser levada em consideração. A quimioterapia também tem um papel no tratamento, sendo a temozolomida a droga de eleição. Frente à heterogeneidade desses pacientes, uma avaliação geriátrica ampla é um instrumento valioso no auxílio da decisão terapêutica em idosos com glioblastoma.

Glioblastoma: enfoque no tratamento de pacientes idosos

54

Comentários