7 results

Estudo da relação entre o peso corporal e o quadro de limitação funcional e dor em pacientes com osteoartrite de joelho

Fábio Marcon Alfieri, Natália Cristina de Oliveira Vargas e Silva, Linamara Rizzo Battistella

DOI: 10.1590/S1679-45082017AO4082

RESUMO Objetivo Avaliar a influência do peso corporal na capacidade funcional e na dor de adultos e idosos com osteoartrite de joelho. Métodos A amostra foi constituída por 107 pacientes adultos e idosos com osteoartrite do joelho, divididos em dois grupos (peso/adiposidade adequados e peso/adiposidade em excesso), de acordo com o índice de massa corporal e a porcentagem de adiposidade corporal, e avaliados por bioimpedância elétrica. Os sujeitos foram avaliados quanto à mobilidade funcional (Timed Up and Go), dor, rigidez […]

Fluência verbal fonêmica em adultos de alto letramento

Patrícia Romano Opasso, Simone dos Santos Barreto, Karin Zazo Ortiz

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3629

RESUMOObjetivo:Obter parâmetros de normalidade na tarefa de fluência verbal fonêmica, versão F-A-S, em uma população de alto letramento de adultos falantes do português brasileiro.Métodos:A amostra foi constituída por 40 voluntários, de ambos os sexos, com idade entre 19 e 59 anos, e com mais de 8 anos de estudo. Todos os voluntários foram inicialmente submetidos ao Miniexame do Estado Mental e ao Teste do Desenho do Relógio, para fins de rastreio cognitivo, e, então, ao Teste de Fluência Verbal Fonêmica […]

Potencial evocado auditivo P300 em adultos: valores de referência

Dayane Domeneghini Didoné, Michele Vargas Garcia, Sheila Jacques Oppitz, Thalisson Francisco Finamôr da Silva, Sinéia Neujahr dos Santos, Rúbia Soares Bruno, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3586

RESUMOObjetivoEstabelecer valores de referência para a latência do potencial cognitivo P300 com estímulos tone burst.Métodos Participaram do estudo 28 indivíduos entre 18 e 59 anos. O registro do P300 foi realizado no equipamento Masbe da marca Contronic. Os eletrodos foram fixados nas posições Fpz (eletrodo terra), Cz (eletrodo ativo), M1 e M2 (eletrodos referência). A intensidade foi de 80 dB NA. A frequência do estímulo frequente foi de 1.000Hz e a do estímulo raro de 2.000Hz. Os estímulos foram apresentados […]

Características clínicas e evolução em longo prazo de pacientes jovens com síndrome coronariana aguda no Brasil

Alexandre de Matos Soeiro, Felipe Lourenço Fernandes, Maria Carolina Feres de Almeida Soeiro, Carlos Vicente Serrano Jr, Múcio Tavares de Oliveira Jr

DOI: 10.1590/S1679-45082015AO3381

ObjetivoNo Brasil, há poucas descrições na literatura referentes ao padrão angiográfico e a características clínicas em pacientes jovens com síndrome coronariana aguda, apesar do número evidente de casos nessa população. O objetivo deste trabalho foi avaliar quais as características clínicas que mais se associam com a síndrome coronariana aguda em pacientes jovens e quais os desfechos a longo prazo nessa população.MétodosTrata-se de estudo prospectivo observacional com 268 pacientes com menos de 55 anos de idade com síndrome coronariana aguda, realizado […]

Análise métrica do ângulo basiesfenoidal em crânios de humanos adultos

Dante Simionato Netto, Sergio Ricardo Rios Nascimento, Cristiane Regina Ruiz

DOI: 10.1590/s1679-45082014ao2933

Objetivo Analisar as variações do ângulo basiesfenoidal em crânios de humanos adultos e sua relação com sexo, idade, etnia e índice crânico horizontal.Métodos Os ângulos foram medidos em 160 crânios pertencentes ao Museu do Departamento de Morfologia da Universidade Federal de São Paulo. Utilizamos duas réguas milimetradas flexíveis e um goniômetro, tendo como pontos de referência para a primeira régua a extremidade posterior da crista etmoidal e o dorso da sela turca, e, para a segunda régua, a margem anterior […]

Vacina contra herpes-zóster

Jacyr Pasternak

DOI: 10.1590/S1679-45082013000100026

A vacinação contra o herpes-zóster é feita com altas doses de vírus vivo da varicela/zóster atenuado. A vacina é bem tolerada e tem poucos efeitos colaterais, sendo o mais comum a dor no local de vacinação. Complicações vacinais podem ocorrer, particularmente em quem já teve queratite ou uveíte por herpes zóster. A vacina pode prevenir uma doença de baixa mortalidade mas de morbidade não desprezível.

Circuncisão por motivos médicos no sistema público de saúde do Brasil: epidemiologia e tendências

Fernando Korkes, Jarques Lucio Silva II, Antonio Carlos Lima Pompeo

DOI: 10.1590/S1679-45082012000300015

Objetivo:Avaliar os fatores epidemiológicos associados à circuncisão por motivos médicos, tendo por base os dados do sistema público de saúde do Brasil.MÉTODOS:Utilizando os dados públicos do Sistema Único de Saúde de 1984 e 2010, foi realizada busca de admissões hospitalares associadas ao tratamento cirúrgico da fimose. Um total de 668.818 homens admitidos nos hospitais públicos e submetidos à circuncisão foram identificados e incluídos neste estudo.RESULTADOS:A média±desvio padrão de 47,8±13,4 circuncisões/100 mil homens por ano foi realizada no Sistema Único de […]