einstein (São Paulo). 05/jun/2018;16(2):eAO4154.

Construção e validade de conteúdo de um instrumento para avaliação de quedas em idosos

Michele Bittencourt Silveira, Ricardo Pedrozo Saldanha, José Carlos de Carvalho Leite, Thamyres Oliveira Ferreira da Silva, Thiago Silva, Lidiane Isabel Filippin

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4154

RESUMO

Objetivo

Desenvolver e validar o conteúdo do Questionário on-line para Avaliação do Risco de Quedas em Idosos.

Métodos

A construção do instrumento foi baseada na Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) da Organização Mundial da Saúde. Inicialmente, o conjunto de itens foi submetido à avaliação de juízes (profissionais da saúde com experiência em saúde do idoso), que puderam sugerir questões a serem incluídas/excluídas do instrumento, além de verificarem cada questão do questionário, observando se as dimensões a serem avaliadas tinham sido abrangidas. Nesta etapa, os níveis de clareza e pertinência do conteúdo foram avaliados, gerando um total de Coeficiente de Validade de Conteúdo (CVCt).

Resultados

Os valores do Coeficiente de Validade de Conteúdo foram satisfatórios, tanto para a clareza (CVCt=0,76) quanto para a pertinência (CVCt=0,82) das questões. A seguir, a compreensão do questionário foi avaliada por idosos voluntários participantes de um grupo de convivência. O grau de compreensão para cada questão foi identificado em uma escala do tipo Likert, variando de 0 a 5. O questionário foi considerado de fácil compreensão pela maioria dos idosos (95%), com média de 4,75 (±0,11) pontos para cada questão.

Conclusão

O instrumento apresentou qualidades psicométricas aceitáveis para ser utilizado como ferramenta para rastrear o risco de quedas entre a população de idosos. Futuros estudos devem investigar diferentes aspectos da validade de construto desta medida.

Construção e validade de conteúdo de um instrumento para avaliação de quedas em idosos

Comentários