7 results

Receptor hormonal negativo como fator preditivo para resposta patológica completa ao tratamento neoadjuvante de câncer de mama

Luana Carolina Ferreira Fiuza Silva ORCID logo , Lilian Silva Martins de Arruda ORCID logo , Waldec Jorge David Filho ORCID logo , Felipe José Silva Melo Cruz ORCID logo , Damila Cristina Trufelli ORCID logo , Auro del Giglio ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019AO3434

RESUMO Objetivo Definir um fator preditivo para resposta patológica completa, comparar os resultados oncológicos associados com o grau de resposta patológica, após quimioterapia neoadjuvante, e analisar a resposta patológica completa como fator prognóstico para sobrevivência global e livre de progressão de doença. Métodos Estudo retrospectivo de pacientes admitidas no Hospital Estadual Mário Covas e Hospital Anchieta, no período de 2008 a 2012, com câncer de mama localmente avançado. Foram utilizados status dos receptores hormonais, proteína HER2, grau histológico e nuclear, […]

Câncer de boca e orofaringe: epidemiologia e análise da sobrevida

Juliana da Silva Moro, Marília Cunha Maroneze, Thiago Machado Ardenghi, Luisa Machado Barin, Cristiane Cademartori Danesi

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4248

RESUMO Objetivo Avaliar o perfil epidemiológico e a taxa de sobrevida do câncer de boca e orofaringe de pacientes atendidos em um hospital universitário. Métodos Foi realizado um estudo transversal por meio dos laudos anatomopatológicos dos pacientes com câncer de boca e orofaringe atendidos em um hospital universitário, na Região Sul, entre janeiro de 2004 a dezembro de 2014. A partir destes laudos, foram coletadas informações sobre o paciente e o tumor. A taxa de mortalidade foi obtida do registro […]

Especificidades da apresentação da doença de Crohn na infância

Bruna Karoline Pinheiro França Protásio, Camila Maria Pinheiro Machado Martins Barbosa, Clarice Blaj Neufeld, Leandro Dimasi Buck, Lygia de Souza Lima Laund, Mauro Sergio Toporovski, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082017RC4070

RESUMO A incidência de doença inflamatória intestinal aumentou na população pediátrica nos últimos anos. A forma mais comum de doença inflamatória intestinal é a doença de Crohn e, conforme sua forma e a idade de apresentação é possível prever a evolução da doença.

Características clínicas e laboratoriais associadas à indicação de cuidados paliativos em idosos hospitalizados

Suelen Pereira Arcanjo, Luis Alberto Saporetti, José Antonio Esper Curiati, Wilson Jacob-Filho, Thiago Junqueira Avelino-Silva

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4092

RESUMO Objetivo Investigar as características clínicas e laboratoriais associadas à indicação de cuidados paliativos exclusivos em idosos gravemente enfermos. Métodos Neste estudo retrospectivo de coorte, foram incluídas 572 admissões de pacientes gravemente enfermos com idade igual ou superior a 60 anos, em um hospital universitário, em São Paulo, no período de 2009 a 2013. O desfecho primário foi a indicação clínica de cuidados exclusivamente paliativos. Empregamos avaliações geriátricas amplas padronizadas para mensurar preditores de interesse, incluindo informações sociodemográficas, clínicas, cognitivas, […]

Polimorfismos genéticos e carcinoma de pulmão de células não pequenas: os paradigmas do futuro

Ramon Andrade Bezerra de Mello

DOI: 10.1590/S1679-45082014RB2906

O presente artigo faz uma abordagem de questões atuais sobre os polimorfismos genéticos, que têm sido objeto de estudo translacional no contexto do carcinoma de pulmão de células não pequenas. Além disso, discute os novos potenciais biomarcadores de risco e prognóstico.

Insuficiência cardíaca descompensada

Sandrigo Mangini, Philippe Vieira Pires, Fabiana Goulart Marcondes Braga, Fernando Bacal

DOI: 10.1590/S1679-45082013000300022

A insuficiência cardíaca apresenta elevada incidência e prevalência em todo mundo. Os custos com internação por insuficiência cardíaca descompensada chegam a aproximadamente 60% do custo total do tratamento da insuficiência cardíaca, e a mortalidade durante a internação varia conforme a população estudada, podendo chegar a 10%. Em pacientes com insuficiência cardíaca descompensada, os achados de história e exame físico são de grande valor por fornecerem, além do diagnóstico da síndrome, o tempo de início dos sintomas, as informações sobre etiologia, […]

Avaliação da microcirculação na prática clínica diária – ainda não disponível, mas não tão longe!

Diamantino Ribeiro Salgado, Raphaël Favory, Daniel De Backer

DOI: 10.1590/s1679-45082010rw1311

RESUMOO choque é caracterizado por uma alteração na perfusão tecidual que pode levar à hipóxia tecidual. Diretrizes recentes recomendam uma terapia de ressuscitação hemodinâmica precoce e agressiva nos estados de choque, mas a taxa de mortalidade ainda é inaceitavelmente alta. Os parâmetros clínicos habituais usados para orientar a terapia de reanimação correlacionam-se mal com o fluxo sanguíneo capilar, um determinante essencial da perfusão tecidual. Novas técnicas que avaliam diretamente a perfusão da microcirculação à beira do leito surgem como um […]