einstein (São Paulo). 06/abr/2018;16(1):eRC4014.

Fibrinólise intra-arterial para tratamento da isquemia aguda em coto de amputação infrapatelar. Relato de caso

Breno Boueri Affonso, Joaquim Maurício da Motta-Leal-Filho, Rafael Noronha Cavalcante, Priscila Mina Falsarella, Francisco Leonardo Galastri, Rodolfo Souza Cardoso, Felipe Nasser

DOI: 10.1590/S1679-45082017RC4014

RESUMO

A preservação da articulação do joelho tem grandes vantagens para a mobilidade e a reabilitação de um amputado. Qualquer causa que exija revisão para uma amputação acima do joelho é um grande revés, porque reduz o potencial de reabilitação do paciente. O objetivo aqui foi descrever o uso de trombólise intra-arterial para salvar um coto de amputação abaixo do joelho com isquemia aguda. Homem, 56 anos, procurou pronto atendimento de nosso hospital com histórico de 1 dia de dor aguda em seu coto de amputação infrapatelar direito. A angiografia confirmou oclusão da artéria poplítea. Foi realizada trombectomia farmacomecânica com Aspirex (cateter rotativo para restabelecer o fluxo sanguíneo em vasos ocluídos, removendo material de oclusão do vaso) e ativador do plaminogênio tecidual recombinante. Após 9 anos de seguimento, o paciente permanecia assintomático, capaz de deambulação independente com membro protético. A fibrinólise intra-arterial parece ser um tratamento seguro e eficaz para casos selecionados de coto de amputação com isquêmica aguda.

Fibrinólise intra-arterial para tratamento da isquemia aguda em coto de amputação infrapatelar. Relato de caso

Comentários