einstein (São Paulo). 01/jun/2012;10(2):189-96.

Estudo de internalização e viabilidade de nanopartículas multimodal para marcação de células-tronco mesenquimais de cordão umbilical humano

Liza Aya Mabuchi Miyaki, Tatiana Tais Sibov, Lorena Favaro Pavon, Javier Bustamante Mamani, Lionel Fernel Gamarra

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200012

Objetivo:
Analisar a estabilidade das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B em meios de cultura para marcação celular e, consequentemente, estabelecer o estudo de detecção intracelular de nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B nas células marcadas, avaliando a viabilidade celular nas concentrações de 10µg Fe/mL e 100µg Fe/mL.
MÉTODOS:
Foram realizados: análise da estabilidade das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B em meios de cultura diferentes; marcação das células-tronco mesenquimais com nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B; detecção intracelular das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B nas células-tronco mesenquimais e avaliação da viabilidade das células marcadas por meio da cinética de proliferação.
RESULTADOS:
A análise de estabilidade determinou que as nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B presentes nos meios de cultura Dulbecco’s Modified Eagle’s-Low Glucose e RPMI Medium 1640 apresentaram boa estabilidade. A marcação das células-tronco mesenquimais com nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B descreveu localização intracelular das nanopartículas, as quais se mostraram como grânulos azulados colocalizados nos grumos fluorescentes, caracterizando, assim, as propriedades magnéticas e fluorescentes das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B.
CONCLUSÃO:
A estabilidade das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B, presentes nos meios de cultura Dulbecco’s Modified Eagle’s-Low Glucose e RPMI Medium 1640, garantiu a eficiente marcação intracelular das células-tronco mesenquimais. Esse tipo de marcação não afetou viabilidade das células-tronco mesenquimais marcadas, já que as mesmas continuaram proliferando ao longo de 5 dias.

Estudo de internalização e viabilidade de nanopartículas multimodal para marcação de células-tronco mesenquimais de cordão umbilical humano

52

Comentários