5 results

Isolamento e caracterização de células-tronco mesenquimais de filtros reutilizáveis e descartáveis de medula óssea

Glaziane Cordeiro de Deus, Marilia Normanton, Nelson Hamerschlak, Andrea Tiemi Kondo, Andreza Alice Feitosa Ribeiro, Anna Carla Goldberg, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082012000300007

Objetivo:Comparar as células-tronco mesenquimais humanas obtidas de filtros de coleta reutilizáveis àquelas coletadas em filtros descartáveis e caracterizá-las utilizando os critérios da International Society for Cellular Therapy.MÉTODOS:Foram isoladas células-tronco mesenquimais humanas de kits de coleta de medula óssea reutilizáveis e descartáveis, pela lavagem dos filtros com meio de cultura. As células isoladas foram caracterizadas de acordo com os critérios estabelecidos pela International Society for Cellular Therapy, por meio das técnicas de citometria de fluxo, diferenciação in vitro e citoquímica.RESULTADOS:As amostras […]

Estudo de internalização e viabilidade de nanopartículas multimodal para marcação de células-tronco mesenquimais de cordão umbilical humano

Liza Aya Mabuchi Miyaki, Tatiana Tais Sibov, Lorena Favaro Pavon, Javier Bustamante Mamani, Lionel Fernel Gamarra

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200012

Objetivo:Analisar a estabilidade das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B em meios de cultura para marcação celular e, consequentemente, estabelecer o estudo de detecção intracelular de nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B nas células marcadas, avaliando a viabilidade celular nas concentrações de 10µg Fe/mL e 100µg Fe/mL.MÉTODOS:Foram realizados: análise da estabilidade das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B em meios de cultura diferentes; marcação das células-tronco mesenquimais com nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B; detecção intracelular das nanopartículas magnéticas multimodais-Rhodamine B nas células-tronco mesenquimais e avaliação da viabilidade […]

Avaliação da marcação de células-tronco mesenquimais de cordão umbilical com nanopartículas superparamagnéticas de óxido de ferro recobertas com Dextran e complexadas a Poli-L-Lisina

Tatiana Taís Sibov, Liza Aya Mabuchi Miyaki, Javier Bustamante Mamani, Luciana Cavalheiro Marti, Luiz Roberto Sardinha, Lorena Favaro Pavon, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200011

Objetivo:O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da marcação de células-tronco mesenquimais obtidas da parede da veia do cordão umbilical com nanopartículas de óxido de ferro superparamagnéticas recobertas com dextran e complexadas a um agente transfector não viral denominado de Poli-L-Lisina.MÉTODOS:A marcação das células-tronco mesenquimais foi realizada utilizando as nanopartículas de óxido de ferro superparamagnéticas recobertas com dextran complexadas e não complexadas a Poli-L-Lisina. As nanopartículas de óxido de ferro superparamagnéticas recobertas com dextran foram incubadas com o Poli-L-Lisina […]

O efeito imunomodulatório de células-tronco mesenquimais

Luciana Cavalheiro Marti, Andreza Alice Feitosa Ribeiro, Nelson Hamerschlak

DOI: 10.1590/S1679-45082011RW1843

RESUMO As células-tronco mesenquimais são uma população adulta de células não hematopoiéticas, que podem se diferenciar em uma variedade de tipos celulares, como osteócitos, condrócitos, adipócitos e miócitos. Apresentam propriedades imunomoduladoras, que levaram a considerar seu uso para inibir as respostas imunes. Nesse contexto, as células-tronco mesenquimais inibem com eficiência a maturação, a produção de citocinas, e a capacidade de estimular as células T das células dendríticas. Podem também impedir a proliferação, secreção de citocina e o potencial citotóxico dos […]

Papel das células-tronco derivadas do tecido adiposo na progressão da doença renal

Cassiano Donizetti-Oliveira, Patricia Semedo, Marina Burgos-Silva, Marco Antonio Cenedeze, Denise Maria Avancini Costa Malheiros, Marlene Antônia dos Reis, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082011AO1833

RESUMO Objetivo: Analisar o papel das células-tronco derivadas do tecido adiposo na redução da progressão da fibrose renal. Métodos: células-tronco derivadas do tecido adiposo foram isoladas de camundongos C57Bl/6 e caracterizadas por citometria e diferenciação. Fibrose renal foi instaurada após clampeamento unilateral do pedículo renal por 1 hora. Após 4 horas de reperfusão, 2.105 células-tronco derivadas do tecido adiposo foram administradas por via intraperitoneal, e os animais foram acompanhados por 24 horas e 6 semanas. Em outro grupo de experimentos, […]