einstein (São Paulo). 01/jun/2012;10(2):197-202.

Isolamento, cultivo e caracterização de células-tronco CD133+ de glioblastoma humano

Lorena Favaro Pavon, Luciana Cavalheiro Marti, Tatiana Tais Sibov, Liza Aya Mabuchi Miyaki, Suzana Maria Fleury Malheiros, Javier Bustamante Mamani, Reynaldo Andre Brandt, Guilherme Carvalhal Ribas, Jorge Roberto Pagura, Marcos Augusto Stavale Joaquim, Hallin Feres Junior, Lionel Fernel Gamarra

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200013

Objetivo:
Estabelecer o método de isolamento e cultivo das neuroesferas de glioblastoma humano, bem como purificação de suas células-tronco, seguido do processo de obtenção de subesferas tumorais, caracterizando imunofenotipicamente esse conjunto clonogênico.
MÉTODOS:
Por meio do processamento de amostras de glioblastomas (n=3), cumpriu-se a seguinte estratégia de ação: (i) estabelecimento da cultura primária de glioblastoma; (ii) isolamento e cultura de neuroesferas tumorais; (iii) purificação das células que iniciam os tumores (CD133+) por sistema de separação magnética (MACS); (iv) obtenção subesferas tumorais; (v) estudo da expressão de marcadores GFAP, CD133 e nestina.
RESULTADOS:
Este estudo descreveu com sucesso o processo de isolamento e cultivo de subesferas de glioblastoma, as quais são constituídas por um conjunto clonogênico de células caracterizadas imunofenotipicamente como neurais, capazes de iniciar a formação tumoral.
CONCLUSÃO:
Estes achados poderão contribuir para a compreensão do processo de gliomagênese.

Isolamento, cultivo e caracterização de células-tronco CD133+ de glioblastoma humano

70

Comentários