einstein (São Paulo). 11/set/2018;16(3):eRC4254.

Drenagem percutânea de abscesso de iliopsoas: uma opção efetiva em casos não candidatos à cirurgia

Diego Lima Nava Martins ORCID logo , Francisco de Assis Cavalcante Junior ORCID logo , Priscila Mina Falsarella ORCID logo , Antonio Rahal Junior ORCID logo , Rodrigo Gobbo Garcia ORCID logo

DOI: 10.1590/S1679-45082018RC4254

RESUMO

Os objetivos deste estudo foram descrever a técnica de drenagem percutânea de abscesso de iliopsoas e discutir os benefícios do uso desta ferramenta minimamente invasiva. Trata-se de estudo unicêntrico com análise retrospectiva de pacientes com abscesso de psoas confirmado por exames de imagem, encaminhados a um centro de medicina intervencionista e submetidos à drenagem percutânea guiada por tomografia computadorizada e ultrassonografia, de novembro de 2013 a agosto de 2016. Sete pacientes foram submetidos à drenagem percutânea de abscesso de psoas no período avaliado. O volume drenado inicial médio foi 61,4±50,7mL (variação de 10 a 130mL), e a duração média da drenagem foi de 8,3±2,8 dias (variação de 4 a 12 dias). A taxa de sucesso dos procedimentos percutâneos foi 71,5%, e dois pacientes necessitaram de reintervenção. A drenagem percutânea guiada por imagem de abscesso de iliopsoas é um procedimento minimamente invasivo, eficiente e seguro, além de ser uma técnica muito valiosa, especialmente em pacientes que não são candidatos à abordagem cirúrgica.

Drenagem percutânea de abscesso de iliopsoas: uma opção efetiva em casos não candidatos à cirurgia

Comentários