einstein (São Paulo). 01/dez/2014;12(4):467-72.

Desenvolvimento de habilidades laparoscópicas em estudantes de Medicina sem exposição prévia a treinamento cirúrgico

Worens Luiz Pereira Cavalini, Christiano Marlo Paggi Claus, Daniellson Dimbarre, Antonio Moris Cury Filho, Eduardo Aimoré Bonin, Marcelo de Paula Loureiro, Paolo Salvalaggio

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO3237

Objetivo
Avaliar o aprendizado de habilidades laparoscópicas básicas em estudantes de Medicina submetidos a treinamento em um simulador.
Métodos
Estudantes de Medicina do primeiro e segundo ano participaram de um treinamento de exercícios de laparoscopia em simuladores. Nenhum estudante havia cursado a disciplina de técnica operatória ou teve exposição prévia a cirurgias ou treinamento cirúrgico. Os mesmos tiveram seu tempo coletado antes e após treinamento de 150 minutos. A aquisição de habilidade foi medida comparando tempo e pontuações dos alunos em relação a cirurgiões instrutores em cirurgia laparoscópica.
Resultados
O trabalho teve a participação de 68 alunos, com média de idade de 20,4 anos. Houve predomínio de alunos do primeiro ano (62%). Na comparação pré e pós-treino, todos os alunos obtiveram melhora de desempenho em pontuação e tempo dos exercícios, com significância estatística (p<0,001). A pontuação apresentou variação de melhora de 294.1 a 823%. Análise univariada e multivariada identificaram que alunos do segundo ano obtiveram um maior ganho de desempenho com o treinamento.Conclusões Estudantes de Medicina nunca expostos à técnicas cirúrgicas adquirem habilidades laparoscópicas básicas em treinamento sistematizado em simuladores. Alunos do segundo ano apresentaram melhor desempenho em relação a alunos do primeiro ano.

Desenvolvimento de habilidades laparoscópicas em estudantes de Medicina sem exposição prévia a treinamento cirúrgico

46

Comentários