einstein (São Paulo). 01/set/2010;8(3):273-80.

Conhecimento científico na graduação do Brasil: comparação entre estudantes de Medicina e Direito

Antonio José Souza Reis Filho, Bruno Bezerril Andrade, Vitor Rosa Ramos de Mendonça, Manoel Barral-Netto

DOI: 10.1590/s1679-45082010ao1702

RESUMO
Objetivo:
A exposição à educação científica durante a faculdade pode afetar o perfil do estudante, e a experiência na pesquisa pode estar associada com um melhor desempenho profissional. Hipotetizamos que o impacto da experiência na pesquisa obtida durante a graduação varia entre os currículos profissionais e entre os cursos de graduação.
Métodos:
Um questionário validado de múltipla escolha sobre conceitos científicos foi dado aos alunos do primeiro e quarto anos das faculdades de Medicina e Direito em uma instituição pública brasileira de ensino.
Resultados:
Os estudantes de Medicina participaram com mais frequência de programas de iniciação científica em relação aos estudantes de Direito, e essa tendência aumentou do primeiro ao quarto ano de faculdade. Em ambos os currículos, os alunos do quarto ano apresentaram uma maior porcentagem de acertos que os alunos do primeiro ano. A maior proporção de alunos do quarto ano definiu corretamente os conceitos de hipótese científica e teoria científica. Nas áreas de interpretação e escrita de artigos científicos, os alunos do quarto ano, em ambos os currículos, se sentiram mais confiantes do que os estudantes do primeiro ano. Embora os estudantes de Medicina tenham se sentido menos confiantes no planejamento e na realização de projetos de pesquisa que os estudantes de Direito, eles estavam mais envolvidos em atividades de pesquisa..
Conclusão:
A graduação em Medicina parece favorecer o desenvolvimento da maturidade crítica científica do que a graduação em Direito. A existência de políticas específicas nas escolas médicas é uma explicação razoável para a participação de estudantes de Medicina em mais atividades científicas.

Conhecimento científico na graduação do Brasil: comparação entre estudantes de Medicina e Direito

93

Comentários