einstein (São Paulo). 01/abr/2017;15(2):148-54.

Confiabilidade teste-reteste da versão Brasileira do instrumento Memorial Symptom Assessment Scale para avaliação de sintomas em pacientes oncológicos

Josiane Roberta de Menezes, Bianca Maria Oliveira Luvisaro, Claudia Fernandes Rodrigues, Camila Drumond Muzi, Raphael Mendonça Guimarães

DOI: 10.1590/S1679-45082017AO3645

RESUMO

Objetivo

Avaliar a confiabilidade teste-reteste da versão traduzida e adaptada culturalmente para o português do Brasil do Memorial Symptom Assessment Scale.

Métodos

A escala foi aplicada em forma de entrevista em 190 pacientes com diversos tipos de câncer internados nos setores clínicos e cirúrgicos do Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva e reaplicada em 58 pacientes. Os dados dos testes-retestes foram inseridos num banco de dados por dupla digitação independente em Excel e analisados pelo Kappa ponderado.

Resultados

A confiabilidade da escala mostrou-se satisfatória nos testes-retestes. Os valores do Kappa ponderado obtidos para cada item da escala apresentaram-se adequados, sendo o maior item de 0,96 e o menor de 0,69. Também se avaliou o Kappa das subescalas, sendo de 0,84 para sintomas físicos de alta frequência, de 0,81 para sintomas físicos de baixa frequência, de 0,81 também para sintomas psicológicos, e de 0,78 para Índice Geral de Sofrimento.

Conclusão

Altos níveis de confiabilidade estimados permitem concluir que o processo de aferição dos itens do Memorial Symptom Assessment Scale foi adequado.

Confiabilidade teste-reteste da versão Brasileira do instrumento Memorial Symptom Assessment Scale para avaliação de sintomas em pacientes oncológicos

Comentários