einstein (São Paulo). 01/mar/2010;8(1):107-16.

Avaliação da microcirculação na prática clínica diária – ainda não disponível, mas não tão longe!

Diamantino Ribeiro Salgado, Raphaël Favory, Daniel De Backer

DOI: 10.1590/s1679-45082010rw1311

RESUMO
O choque é caracterizado por uma alteração na perfusão tecidual que pode levar à hipóxia tecidual. Diretrizes recentes recomendam uma terapia de ressuscitação hemodinâmica precoce e agressiva nos estados de choque, mas a taxa de mortalidade ainda é inaceitavelmente alta. Os parâmetros clínicos habituais usados para orientar a terapia de reanimação correlacionam-se mal com o fluxo sanguíneo capilar, um determinante essencial da perfusão tecidual. Novas técnicas que avaliam diretamente a perfusão da microcirculação à beira do leito surgem como um complemento aos parâmetros macro-hemodinâmicos tradicionais. Estas técnicas foram testadas em vários estudos que mostraram alterações microcirculatórias em diferentes situações clínicas de choque. Além disso, estas alterações microcirculatórias estão relacionadas ao prognóstico, e persistem independentemente da normalização da pressão arterial, sendo um melhor preditor de disfunção orgânica e mortalidade do que os parâmetros hemodinâmicos globais e laboratoriais. Estes achados permitiram lançar o conceito de “terapia dirigida por parâmetros microcirculatórios,” atualmente em fase preliminar, uma vez que o impacto de muitas intervenções ainda precisa ser avaliado. Finalmente, a avaliação da microcirculação também foi explorada em outras áreas que não o choque, como o período perioperatório, hipertensão arterial sistêmica, insuficiência cardíaca e síndromes de hiperviscosidade. Nesta revisão, apresentamos sucintamente as características da microcirculação e os principais determinantes do fluxo sanguíneo capilar e discutimos as vantagens e limitações de algumas tecnologias recentes disponíveis para avaliar a microcirculação à beira do leito e como podem ser úteis ao clínico geral na prática diária.

Avaliação da microcirculação na prática clínica diária – ainda não disponível, mas não tão longe!

60

Comentários