einstein (São Paulo). 01/out/2010;8(4 Pt 1):449-55.

Adequação do uso do oxigênio por meio da oximetria de pulso: um processo importante de segurança do paciente

Telma de Almeida Busch Mendes, Paola Bruno de Araújo Andreoli, Leny Vieira Cavalheiro, Claudia Talerman, Claudia Laselva

DOI: 10.1590/S1679-45082010AO1377

RESUMO

Objetivo:

Avaliar a oxigenação dos pacientes por meio da oximetria de pulso, evitando a hipóxia (cujo dano é rápido e grave) e a hiperóxia, evitando o desperdício.

Métodos:

Foi realizado um cálculo de amostra com margem de erro em 7% e intervalo de confiança de 95%. Os fisioterapeutas foram orientados a checar a oximetria de pulso de todos os pacientes com prescrição de fisioterapia, respeitando o número de atendimentos programados.

Resultados:

Foram avaliados 129 pacientes. A hiperóxia predominou nos setores que o paciente permaneceu monitorado e a hipóxia nos setores em que a monitorização não era contínua.

Conclusões:

Faz-se necessária a conscientização dos profissionais envolvidos na assistência ao paciente sobre a importância da adequação do oxigênio e o risco que sua inadequação representa na qualidade do atendimento e na segurança do paciente.

Adequação do uso do oxigênio por meio da oximetria de pulso: um processo importante de segurança do paciente

Comentários