einstein (São Paulo). 19/abr/2018;16(1):eAO4122.

Segurança do paciente e o valor da intervenção farmacêutica em um hospital oncológico

Karina da Silva Aguiar, Jamile Machado dos Santos, Mônica Cristina Cambrussi, Solane Picolotto, Marcela Bechara Carneiro

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4122

RESUMO

Objetivo

Demonstrar o impacto econômico da avaliação farmacêutica na detecção e na prevenção de erros em prescrições de antineoplásicos.

Métodos

Estudo observacional e retrospectivo realizado em um hospital oncológico. De julho a agosto de 2016, prescrições contendo antineoplásicos e fármacos adjuvantes ao tratamento foram avaliadas por farmacêuticos. Os problemas detectados relacionados a medicamentos foram classificados e analisados quanto ao medicamento, à intervenção farmacêutica, à aceitabilidade e à caracterização do erro. Quando o problema envolveu dose, calcularam-se a percentagem de desvio em relação à dose correta e o valor gasto ou economizado. Os dados foram analisados por estatística descritiva com aplicação de frequência e percentual.

Resultados

Foram avaliadas 6.104 prescrições e 12.128 medicamentos. Identificaram-se problemas relacionados a medicamentos em 274 (4,5%) prescrições, sendo a maioria causado por falta de informações (n=117; 36,1%). Quando reunidos, os problemas envolvendo dose representaram 32,1% (n=98) do total. Em 13 casos (13,3%), a variação da dose prescrita em relação à correta foi maior do que 50%. Os problemas relacionados a medicamentos interceptados representaram economia de R$54.081,01 e gastos de R$20.863,36, resultando em saldo positivo de R$33.217,65. Cada intervenção promoveu economia de R$126,78 com aceitabilidade de 98%. As principais intervenções foram inclusão de informações (n=117; 36,1%) e alteração de dose (n=97; 29,9%). Todos os erros foram considerados sem dano.

Conclusão

Ações simples de serem implantadas, como análise de prescrições, são capazes de identificar e prevenir problemas relacionados a medicamentos, evitar perdas financeiras e agregar imensurável valor na segurança do paciente.

Segurança do paciente e o valor da intervenção farmacêutica em um hospital oncológico

Comentários