einstein (São Paulo). 01/set/2013;11(3):303-9.

Relevância da pré-hipertensão como categoria diagnóstica em adultos assintomáticos

Fernando Costa Nary, Raul D. Santos, Antonio Gabriele Laurinavicius, Raquel Dilguerian de Oliveira Conceição, José Antonio Maluf de Carvalho

DOI: 10.1590/S1679-45082013000300008

Objetivo:
Avaliar a associação da pré-hipertensão com perfis metabólico, inflamatório e de risco cardiovascular em indivíduos assintomáticos.
MÉTODOS:
Entre 2006 a 2009, 11.011 adultos assintomáticos (média de idade de 43 anos; 22% mulheres) foram submetidos a protocolo de check-up, sendo classificados em 3 grupos: normotensos (pressão arterial<120x80mmHg), pré-hipertensos (pressão arterial= 120/80mmHg e <140/90mmHg) e hipertensos (pressão arterial >140/90mmHg ou diagnóstico prévio de hipertensão arterial). Foram avaliados os perfis metabólico e de risco cardiovascular de cada um dos três grupos.
RESULTADOS:
A prevalência de normotensão, préhipertensão e hipertensão foi, respectivamente, de 27,9%, 53,9% e 18,2%. Quando comparados com os indivíduos normotensos, os pré-hipertensos apresentaram média de idade maior (42,7 versus 40 anos; p<0,001), maior índice de massa corporal (média: 26,7kg/m² versus 24 kg/m²; p<0,001), níveis de triglicérides mais elevados (média: 139mg/dL versus 108mg/dL; p<0,001), níveis de LDL-colesterol mais elevados (média: 128mg/dL versus 117mg/dL; p<0,001) e níveis séricos menores de HDL-colesterol (média: 46,7mg/dL versus 52,7mg/dL; p<0,001). Os pré-hipertensos apresentaram maior prevalência de alterações na glicemia de jejum (OR: 1,69; IC95%: 1,39-2,04), sobrepeso e obesidade - ou seja, índice de massa corporal >25kg/m² (OR: 2,48; IC95%: 2,24-2,74), esteatose hepática (OR: 2,23; IC95%: 1,97-2,53), síndrome metabólica (OR: 3,05; IC95%: 2,67-3,49) e níveis >2mg/L de proteína C-reativa de alta sensibilidade (OR: 1,52; IC95%: 1,35-1,71).
CONCLUSÃO:
A pré-hipertensão está associada a aumento da prevalência de síndrome metabólica, esteatose hepática e inflamação subclínica.

Relevância da pré-hipertensão como categoria diagnóstica em adultos assintomáticos

84

Comentários