einstein (São Paulo). 01/mar/2014;12(1):109-11.

Recidiva de leucemia mieloide aguda em testículo criptorquídico: relato de caso

Luccas Santos Patto de Góes, Roberto Iglesias Lopes, Octavio Henrique Arcos Campos, Luiz Carlos Neves de Oliveira, Alexandre Crippa Sant’Anna, Marcos Francisco Dall’Oglio, Miguel Srougi

DOI: 10.1590/S1679-45082014RC2689

Paciente de 23 anos, masculino, com antecedente de transplante de medula óssea por leucemia mieloide aguda. Há 5 anos, apresentou volumosa massa em região inguinal direita. No exame físico, foi constatada criptorquidia à direita. Os marcadores tumorais alfa-fetoproteína e beta-HCG encontravam-se dentro da normalidade, e a desidrogenase láctica estava aumentada. A tomografia computadorizada de abdomen e pelve revelou massa testicular direita com contiguidade pelo canal inguinal, até o retroperitônio ipsilateral, associada a hidronefrose direita. Devido ao alto risco de neoplasia germinativa em testículo criptorquídico, o paciente foi submetido à orquiectomia radical direita, cujo anatomopatológico revelou recidiva de leucemia mieloide aguda em testículo. Foi encaminhado para oncologia para terapia adjuvante. Nossa revisão não revelou nenhum caso semelhante na literatura.

Recidiva de leucemia mieloide aguda em testículo criptorquídico: relato de caso

65

Comentários