einstein (São Paulo). 01/mar/2014;12(1):6-10.

Promoção da saúde oral na primeira infância: idade de ingresso em programas preventivos e aspectos comportamentais

Letícia Vargas Freire Martins Lemos, Silvio Issáo Myaki, Luiz Reynaldo de Figueiredo Walter, Angela Cristina Cilense Zuanon

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO2895

Objetivo:
Analisar a interferência da idade de ingresso em programas públicos de Odontologia para crianças e dos aspectos comportamentais familiares sobre a experiência com cárie dentária em crianças de zero a 48 meses de idade.
Métodos
: Estudo transversal com 465 crianças divididas em 3 grupos: crianças cujas mães ingressaram no programa quando gestantes (n=50); crianças que ingressaram no programa durante o primeiro ano de vida (n=230); e crianças que ingressaram no programa entre 13 e 18 meses de idade (n=185). Os testes χ2 e Kruskal-Walis (intervalo de confiança de 95%) foram utilizados para avaliar a relação das variáveis.
Resultados
: Encontrou-se associação entre a idade do ingresso nos programas e cárie dentária (p<0,001), sendo menor a prevalência para crianças cuja as mães ingressaram no programa durante as gestação e para aqueles que ingressaram no programa durante o primeiro ano de vida, o mesmo ocorreu em relação a assiduidade as consultas de retorno, dieta cariogênica, higiene oral noturna, duração de aleitamento noturno e escolaridade materna/responsável (p<0,001). Desfavorável nível socioeconômico (p>0,05) e higiene oral diária (p=0,214) foram variáveis comuns nos grupos com 99% de ocorrência. Assiduidade, higiene oral noturna e escolaridade materna (p<0,05) foram consideradas fatores de proteção à cárie dentária. Dieta cariogênica e aleitamento noturno foram consideradas determinantes para o aparecimento da cárie dentária.
Conclusão
: Para promover saúde oral infantil é essencial o ingresso ao programa e adoção de hábitos saudáveis de maneira precoce, além da adesão às orientações por seus responsáveis.

Promoção da saúde oral na primeira infância: idade de ingresso em programas preventivos e aspectos comportamentais

54

Comentários