einstein (São Paulo). 01/jun/2016;14(2):135-42.

O complexo destruidor de betacatenina no carcinoma colorretal e no adenoma cólico

Guilherme Muniz Bourroul, Hélio José Fragoso, José Walter Feitosa Gomes, Vivian Sati Oba Bourroul, Celina Tizuko Fujiyama Oshima, Thiago Simão Gomes, Gabriela Tognini Saba, Rogério Tadeu Palma, Jaques Waisberg

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3678

RESUMO
Objetivo
Avaliar o complexo de destruição da betacatenina no carcinoma colorretal e no adenoma do colo pela expressão das proteínas betacatenina, adenomatous polyposis coli, GSK3β, axina e ubiquitina.
Métodos
Amostras de tecidos de 64 doentes com carcinoma colorretal e de 53 pacientes com adenoma do colo foram analisadas. Blocos de tecidos foram submetidos ao estudo imuno-histoquímico com anticorpos policlonais nos tecidos do carcinoma, mucosa não neoplásica adjacente e adenoma. A imunorreatividade foi avaliada pela porcentagem de positividade de células coradas e pela intensidade do grau de coloração das proteínas no citoplasma e no núcleo das células. Na análise estatística, foram utilizados o coeficiente de correlação de Spearman, os testes t de Student, χ2, Mann-Whitney e de McNemar, e a análise de regressão logística univariada.
Resultados
No carcinoma colorretal, as expressões da betacatenina e da adenomatous polyposis coli foram significativamente maiores do que em adenomas do colo (p<0,001 e p<0,0001, respectivamente). A imunorreatividade das proteínas GSK3β, axina 1 e ubiquitina foi significativamente maior (p=0,03, p=0,039 e p=0,03, respectivamente) no carcinoma colorretal do que no adenoma e na mucosa não neoplásica adjacente. A coloração imuno-histoquímica dessas proteínas não apresentou diferenças significantes em relação às características clinicopatológicas do câncer colorretal e do adenoma.
Conclusões
Em adenomas, as menores expressões de betacatenina, axina 1 e GSK3β indicaram que o complexo de destruição da betacatenina estava conservado, enquanto que, no carcinoma colorretal, o aumento das expressões da betacatenina, GSK3β, 1 axina, e ubiquitina indicaram que o complexo de destruição de betacatenina estava alterado.

O complexo destruidor de betacatenina no carcinoma colorretal e no adenoma cólico

146

Comentários