einstein (São Paulo). 04/jul/2018;16(2):eAO4204.

Níveis de conhecimento sobre asma de pais de crianças asmáticas

Cristian Roncada, Thiago de Araujo Cardoso, Bianca Martininghi Bugança, Luísa Carolina Bischoff, Karina Soldera, Paulo Márcio Pitrez

DOI: 10.1590/S1679-45082018AO4204

RESUMO

Objetivo

Avaliar os níveis de conhecimento em asma de pais de crianças escolares.

Métodos

Foi realizado um estudo transversal, com pais de crianças com diagnóstico médico de asma (leve, moderada e grave), em acompanhamento ambulatorial em um centro de referência em asma infantil na Região Sul do Brasil (Grupo Asma). Foram também selecionados pais de crianças com asma em remissão e crianças saudáveis (Grupo Controle). Aplicou-se o questionário Newcastle Asthma Knowledge Questionnaire (NAKQ) em ambos os grupos.

Resultados

Participaram do estudo 154 pais de crianças, sendo 62 (40,26%) do Grupo Asma e 92 (59,74%) do Grupo Controle, com média de idade de 35,60±10,03 anos. Destes, 132 (85,7%) eram do sexo feminino e 72 (46,8%) eram pais com escolaridade até o Ensino Médio. A pontuação média do nível de conhecimento foi de 18,06±4,11 pontos. Apenas 30,5% dos pais apresentaram níveis aceitáveis de conhecimento em asma, os quais, por sua vez, foram mais prevalentes no Grupo Asma do que no Grupo Controle (41,9% versus 22,8%; p=0,01). E a média de pontuação no Newcastle Asthma Knowledge Questionnaire (NAKQ) foi maior no Grupo Asma (19,32±3,92 versus 17,21±4,03, p=0,001), respectivamente. Os pais de crianças com asma leve e moderada acertaram mais do que os de asma grave (19,5 e 19,9 versus 18,2 pontos; p=0,02).

Conclusão

A maioria dos pais apresentou nível insatisfatório de conhecimento sobre a asma, o que reforça a necessidade de mudanças nos programas públicos de manejo de asma.

Níveis de conhecimento sobre asma de pais de crianças asmáticas

Comentários