einstein (São Paulo). 01/dez/2012;10(4):502-4.

Nem tudo o que brilha é câncer: criptococose pulmonar mimetizando linfoma na tomografia por emissão de pósitrons com [(18)] F fluoro-2-desoxi-D-glicose

Nelson Hamerschlak, Jacyr Pasternak, Jairo Wagner, Guilherme Fleury Perini

DOI: 10.1590/S1679-45082012000400018

Relato de caso de criptococose pulmonar mimetizando linfoma num exame de tomografia por emissão de pósitrons (PET-scan). Homem de 62 anos com resolução completa, ao PET-scan, de seu linfoma não Hodgkin de células B, lesões abdominais e pulmonares, após três ciclos de quimioterapia baseada em ritoximabe (R-CHOP). Entretanto, o mesmo exame mostrou também novos nódulos pulmonares, sugestivos de lesões do linfoma. Granuloma inflamatório crônico foi observado no exame anatomopatológico, com estruturas circulares compatíveis com fungo. Cultura revelou Cryptococcus neoformans. As lesões desapareceram após 6 semanas de fluconazol, e o paciente pôde continuar a quimioterapia sem complicações infecciosas.

Nem tudo o que brilha é câncer: criptococose pulmonar mimetizando linfoma na tomografia por emissão de pósitrons com [(18)] F fluoro-2-desoxi-D-glicose

90

Comentários