einstein (São Paulo). 19/fev/2019;17(1):eRB4596.

Mediadores imunoinflamatórios na patogênese do diabetes mellitus

Bárbara Festa Gomes ORCID logo , Camila de Melo Accardo ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019RB4596

RESUMO

Caracterizado como uma síndrome metabólica de múltiplas consequências para a vida de seus portadores, o diabetes mellitus é também classificado como uma doença crônica não transmissível de grande abrangência no mundo. Trata-se de uma doença complexa, com diversos pontos de vista, dentre eles a relação entre processo inflamatório, obesidade e resistência à ação da insulina, devido à atuação dos diversos mediadores imunoinflamatórios, chamados de adipocinas, sobre a homeostase glicêmica. Recentes estudos têm abordado justamente este aspecto para o desenvolvimento de fármacos que auxiliem na proteção das células ß pancreáticas dos danos advindos do estresse oxidativo e processo inflamatório, de modo a controlar o quadro hiperglicêmico característico do diabetes mellitus.

Mediadores imunoinflamatórios na patogênese do diabetes mellitus

Comentários