einstein (São Paulo). 25/fev/2019;17(2):eAI4525.

Estenose congênita da abertura piriforme com megaincisivo central único

Eduardo Kaiser Ururahy Nunes Fonseca ORCID logo , Rodrigo Watanabe Murakoshi ORCID logo , Rafael Maffei Loureiro ORCID logo , Daniel Vaccaro Sumi ORCID logo , Carolina Ribeiro Soares ORCID logo , Regina Lucia Elia Gomes ORCID logo , Mauro Miguel Daniel ORCID logo , Marcelo Buarque de Gusmão Funari ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019AI4525

Uma recém-nascida de 15 dias de vida realizou tomografia computadorizada das cavidades paranasais em nosso serviço por conta de suspeita clínica de atresia das coanas, devido a um quadro de obstrução nasal desde seu nascimento. Não possuía outras queixas clínicas.

A tomografia computadorizada () permitiu o diagnóstico com segurança de estenose da abertura piriforme, uma causa rara de obstrução nasal em neonatos, descrita pela primeira vez em 1989.() Estenose da abertura piriforme se torna particularmente relevante durante os dois primeiros meses de vida, quando esses bebês são respiradores nasais obrigatórios.

[…]
Estenose congênita da abertura piriforme com megaincisivo central único

Comentários