Todos as publicações de “Marcelo Buarque de Gusmão Funari”

13 results

Estenose congênita da abertura piriforme com megaincisivo central único

Eduardo Kaiser Ururahy Nunes Fonseca ORCID logo , Rodrigo Watanabe Murakoshi ORCID logo , Rafael Maffei Loureiro ORCID logo , Daniel Vaccaro Sumi ORCID logo , Carolina Ribeiro Soares ORCID logo , Regina Lucia Elia Gomes ORCID logo , [...]

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019AI4525

Uma recém-nascida de 15 dias de vida realizou tomografia computadorizada das cavidades paranasais em nosso serviço por conta de suspeita clínica de atresia das coanas, devido a um quadro de obstrução nasal desde seu nascimento. Não possuía outras queixas clínicas. A tomografia computadorizada () permitiu o diagnóstico com segurança de estenose da abertura piriforme, uma causa rara de obstrução nasal em neonatos, descrita pela primeira vez em 1989.() Estenose da abertura piriforme se torna particularmente relevante durante os dois primeiros […]

O papel da ressonância magnética na doença de Ménière: a avaliação da hidropsia endolinfática nos dias atuais

Rafael Maffei Loureiro ORCID logo , Daniel Vaccaro Sumi ORCID logo , Marcelo Delboni Lemos ORCID logo , Hugo Luis de Vasconcelos Chambi Tames ORCID logo , Regina Lucia Elia Gomes ORCID logo , Mauro Miguel Daniel ORCID logo , [...]

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019MD4743

RESUMO Os avanços técnicos na ressonância magnética têm permitido detectar e classificar com acurácia a distensão do espaço endolinfático na doença de Ménière; isso só era possível nos estudos histológicos post-mortem até poucos anos atrás. Além de afastar outras causas de vertigem e de perda auditiva, a ressonância magnética é capaz de avaliar os compartimentos coclear e vestibular do espaço endolinfático por meio de um protocolo dedicado.

The importance of apnea in patients undergoing angiography of thoracic vessels – a protocol for acute pulmonary thromboembolism research

Kátia Ayumi Takeda, Walther Yoshiharu Ishikawa, Camila dos Santos Silva, Fábio Augusto, Elaine Ferreira da Silva, Adriano Tachibana, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082017AI3884

This was 37-year-old woman, 10 days after surgery, who underwent breast prosthesis replacement, abdominoplasty and liposuction. Upon admission, she was hemodynamically stable, febrile and reported constant pain on left hemithorax region, but without dyspnea. An angio-CT of thoracic vessels was carried out. During intravenous injection of contrast agent, the patient was anxious and started crying during the exam. We believe that, a Valsalva maneuver was performed on inspiration apnea requested during the exam therefore causing an intrathoracic pressure that resulted […]

Avanços na ultrassonografia pulmonar

Miguel José Francisco Neto, Antonio Rahal Junior, Fabio Augusto Cardillo Vieira, Paulo Savoia Dias da Silva, Marcelo Buarque de Gusmão Funari

DOI: 10.1590/S1679-45082016MD3557

RESUMOO exame ultrassonográfico do tórax avançou nas últimas décadas, sendo utilizado para o diagnóstico de inúmeras condições patológicas, e fornecendo informações qualitativas e quantitativas. Os pulmões aerados e o arcabouço ósseo do tórax representam barreira sonora para o estudo ultrassonográfico, gerando artefatos que, bem conhecidos, são utilizados como ferramentas diagnósticas. Eco pleural normal, linhas A, linhas B, linhas C, linhas E e Z (conhecidas como falsas linhas B) são artefatos com características peculiares. Os padrões de consolidação e de pneumotórax […]

Correlação entre a classificação Thyroid Imaging Reporting and Data System [TI-RADS] e punção aspirativa por agulha fina: experiência com 1.000 nódulos

Antonio Rahal Junior, Priscila Mina Falsarella, Rafael Dahmer Rocha, João Paulo Bacellar Costa Lima, Matheus Jorge Iani, Fábio Augusto Cardillo Vieira, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3640

RESUMOObjetivoApresentar a correlação entre o Thyroid Imaging Reporting and Data System (TI-RADS) e o sistema Bethesda, para relatar citopatologia em 1.000 nódulos tireoidianos.Métodos Estudo retrospectivo realizado no período de novembro de 2011 a fevereiro de 2014, que avaliou 1.000 nódulos tireoidianos de 906 pacientes submetidos a exame de ultrassonografia e à punção aspirativa por agulha fina.Resultados Observou-se associação significativa entre o TI-RADS e o resultado da classificação de Bethesda (p

Normalização da contagem de linfócitos após dose ablativa de I-131 em um paciente com leucemia linfóide crônica e carcinoma papilífero da tireóide. Relato de caso

Anneliese Rosmarie Gertrud Fischer Thom, Nelson Hamerschlak, Verônica Goes Teles, Akemi Osawa, Fabio Pires de Souza Santos, Denise da Cunha Pasqualin, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082014RC2657

Os autores relatam o caso de um paciente de 70 anos com leucemia linfóide crônica que apresentou subsequentemente um carcinoma papilífero da tireóide com metástases para linfonodos regionais. O paciente foi tratado com tireoidectomia total cirúrgica com exérese de linfonodos regionais e cervicais e radioiodoterapia (I-131). A pesquisa de corpo inteiro protocolar de controle 4 dias após a dose radioativa mostrou captação de I-131 em ambas as axilas e mesmo nas regiões inguinais. PET/CT mostrou discreta captação de FDG-F-18 em […]

Alta correlação entre ultrassonografia com contraste de microbolhas, ressonância magnética e histopatologia na avaliação do carcinoma hepatocelular

Marcos Roberto Gomes de Queiroz, Miguel José Francisco Neto, Rodrigo Gobbo Garcia, Antonio Rahal Junior, Paolo Salvalaggio, Marcelo Buarque de Gusmão Funari

DOI: 10.1590/S1679-45082013000400017

Objetivo:Avaliar a eficácia da ultrassonografia com contraste de microbolhas no diagnóstico do carcinoma hepatocelular e comparar seus resultados com os de ressonância magnética e anatomia patológica.MÉTODOS:Foram avaliados 29 hepatopatas crônicos candidatos ao transplante pelo programa de transplante hepático do Hospital Israelita Albert Einstein. Esses pacientes foram submetidos a ressonância magnética, ultrassonografia com contraste de microbolhas e biópsia hepática excisional.RESULTADOS:Houve concordância ótima entre os resultados da ultrassonografia com contraste de microbolhas e aqueles da ressonância magnética. Notou-se concordância moderada entre os […]

Angiotomografia computadorizada de coronárias com tomógrafo com 320 fileiras de detectores e utilizando o AIDR-3D: experiência inicial

Roberto Sasdelli Neto, Cesar Higa Nomura, Ana Carolina Sandoval Macedo, Danilo Perussi Bianco, Fernando Uliana Kay, Gilberto Szarf, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082013000300025

A angiotomografia computadorizada de coronárias (angioTC de coronárias) é um excelente método de imagem não invasivo para avaliar a doença arterial coronariana. Atualmente, a dose de radiação efetiva estimada da angioTC de coronárias pode ser reduzida em tomógrafos de última geração com múltiplos detectores, como o tomógrafo com 320 fileiras de detectores (320-CT), sem prejuízo na acurácia diagnóstica da angioTC de coronárias. Para reduzir ainda mais a dose de radiação, novos algoritmos de reconstrução iterativa foram recentemente introduzidos por vários […]

Sobrecarga de ferro em pacientes talassêmicos brasileiros

Reijane Alves de Assis, Fernando Uliana Kay, Laércio Alberto Rosemberg, Alexandre Henrique C. Parma, Cesar Higa Nomura, Sandra Regina Loggetto, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082011AO1897

RESUMO Objetivo: Avaliar o acúmulo de ferro em diferentes órgãos por meio da ressonância nuclear magnética T2* e correlacionar os resultados aos níveis de ferritina sérica, ferro plasmático lábil e outros órgãos envolvidos. Métodos: Foram avaliados retrospectivamente 115 pacientes talassêmicos (sendo 65 mulheres). A concentração hepática de ferro foi determinada em biópsia de 11 pacientes; os resultados foram comparados com os valores de T2* fígado. Resultados: a ferritina sérica média foi de 2.676,5 +/- 2.051,7 ng/mL. O ferro plasmático lábil […]

Diverticulite perfurada do apêndice cecal: diagnóstico ultrassonográfico

Rafael Burgomeister Lourenço, Marco da Cunha Pinho, Vladimir Schraibman, Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, Miguel José Francisco Neto, Marcelo Buarque de Gusmão Funari

DOI: 10.1590/S1679-45082011RC978

RESUMO A diverticulite do apêndice é uma patologia incomum, eventualmente confundida com a apendicite cecal, tendo, porém, maior risco de perfuração e de outras complicações. Seu diagnóstico pré-cirúrgico é raramente realizado, mas pode ser obtido pela ultrassonografia com a demonstração de um divertículo associado a sinais clássicos de apendicite. Relatamos o caso de um homem adulto em que foi possível o diagnóstico ultrassonográfico de diverticulite do apêndice cecal e revisamos os principais aspectos relacionados a essa condição.

1 2