einstein (São Paulo). 01/jun/2014;12(2):159-63.

Dor crônica relacionada à qualidade do sono

Leandro Freitas Tonial, José Stechman Neto, Wagner Hummig

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO2825

Objetivo
Determinar a relação entre os graus de dor crônica e os níveis de sonolência.
Métodos
Participaram 115 pacientes que responderam ao questionário usado como critério diagnóstico na pesquisa. Após avaliação segundo protocolo de registro de dor crônica RDC/TMD − Eixo II, aplicou-se a Escala de Sonolência de Epworth para verificar os níveis de sonolência.
Resultados
Dentre os pacientes participantes havia mais mulheres (80%) e o tipo de dor mais prevalente era crônica (70,4%). Na relação dos graus de dor crônica, predominou o grau II (38,3%), correspondente à alta intensidade de dor e baixa incapacidade. A proporção observada para os níveis de sonolência mostrou maior prevalência para o débito de sono médio (38,3%).
Conclusão
Os graus de dor crônica e níveis de sonolência não apresentam correlação entre si, nem com o gênero dos pacientes.

Dor crônica relacionada à qualidade do sono

79

Comentários