einstein (São Paulo). 21/nov/2018;16(4):eAO4279.

Ablação percutânea com laser de nódulos benignos de tireoide: um estudo de acompanhamento de um ano

Antonio Rahal Junior ORCID logo , Priscila Mina Falsarella ORCID logo , Guilherme Falleiros Mendes ORCID logo , Jairo Tabacow Hidal ORCID logo , Danielle Macellaro Andreoni ORCID logo , José Flávio Ferreira Lúcio ORCID logo , Marcos Roberto Gomes de Queiroz ORCID logo , Rodrigo Gobbo Garcia ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2018AO4279

RESUMO

Objetivo

Avaliar a segurança e a efetividade da redução de volume nodular e função tireoidiana após tratamento com ablação percutânea por laser em pacientes com nódulos tireoidianos benignos não funcionantes.

Métodos

Estudo unicêntrico prospectivo, de janeiro de 2011 a outubro de 2012, que avaliou 30 pacientes eutireoideos (com anticorpos antitireoide negativos), com nódulo solitário ou dominante benigno, com indicação de tratamento devido a sintomas de compressão e distúrbios estéticos. As avaliações clínica e laboratorial (ultrassonografia de tireoide, TSH, FT4, TG, TG-Ab, TPO-Ab e TRAb) foram realizada antes do procedimento e periodicamente − 1 semana, 3 meses e 6 meses depois. A técnica de ablação consistiu em procedimento realizado sob a anestesia local e sedação. Em cada tratamento, uma a três agulhas espinhais 21G foram inseridas no nódulo tireoidiano. A fibra laser foi posicionada através da agulha que foi, então, retirada 10mm, para deixar a ponta em contato direto com o nódulo. Os pacientes foram tratados com uma potência de saída ND: Yag-laser de 4W e 1.500 a 2.000J por fibra por tratamento. Todo o procedimento foi guiado por ultrassonografia.

Resultados

Foram avaliados 30 pacientes, com total de 31 nódulos submetidos à ablação a laser. A redução média volumétrica do nódulo foi de aproximadamente 60% após 12 meses. Não foi observada significância estatística na função da tireoide e nem nos níveis de anticorpos. Houve pico no nível de tiroglobulina após o procedimento devido à destruição do tecido (p<0,0001). Nenhum efeito adverso foi observado.

Conclusão

A ablação com laser é um tratamento minimamente invasivo promissor para tratamento do nódulo benigno da tireoide.

Ablação percutânea com laser de nódulos benignos de tireoide: um estudo de acompanhamento de um ano

Comentários