einstein (São Paulo). 01/dez/2016;14(4):486-93.

Versão reduzida da Depression Anxiety Stress Scale-21: ela é válida para a população brasileira adolescente?

Hítalo Andrade da Silva, Muana Hiandra Pereira dos Passos, Valéria Mayaly Alves de Oliveira, Aline Cabral Palmeira, Ana Carolina Rodarti Pitangui, Rodrigo Cappato de Araújo

DOI: 10.1590/s1679-45082016ao3732

RESUMO
Objetivo
Avaliar a reprodutibilidade interdias, a concordância e a validade do construto da versão reduzida da Depression Anxiety Stress Scale-21 aplicada a adolescentes. Método A amostra foi composta por adolescentes de ambos os sexos, com idades entre 10 e 19 anos, recrutados de escolas e centros esportivos. A validade de construto foi realizada por análise fatorial exploratória, e a confiabilidade foi calculada para cada construto, por meio de coeficiente de correlação intraclasse, erro padrão de medida e mudança mínima detectável.
Resultados
A análise fatorial combinando os itens correspondentes a ansiedade e estresse em um único fator, e depressão em um segundo fator apresentou melhor adequação de todos os 21 itens, com cargas fatoriais mais altas em seus respectivos construtos. Os valores de reprodutibilidade para a depressão foram coeficiente de correlação intraclasse com 0,86, erros padrão de medida com 0,80 e mudança mínima detectável com 2,22 e, para a ansiedade/estresse, foram coeficiente de correlação intraclasse com 0,82, erro padrão de medida com 1,80 e mudança mínima detectável com 4,99.
Conclusão
A versão reduzida da Depression Anxiety Stress Scale-21 apresentou excelentes valores de confiabilidade e também uma forte consistência interna. O modelo de dois fatores com a condensação dos construtos ansiedade e estresse em um único fator foi o mais aceitável para a população adolescente.

Versão reduzida da Depression Anxiety Stress Scale-21: ela é válida para a população brasileira adolescente?

70

Comentários