einstein (São Paulo). 01/jan/2011;9(1 Pt 1):90-4.

Ventilação não invasiva em crianças com insuficiência respiratória aguda – uma revisão sistemática

Carolina Silva Gonzaga, Dafne Cardoso Bourguignon da Silva, Carolina Figueira Rabello Alonso, Carlos Augusto Cardim de Oliveira, Lara de Araújo Torreão, Eduardo Juan Troster

DOI: 10.1590/S1679-45082011RW1714

RESUMO

Objetivo:

Avaliar o papel da ventilação não invasiva no tratamento de crianças com insuficiência respiratória aguda.

Métodos:

Revisão sistemática da literatura sobre ventilação não invasiva nas bases MEDLINE, LILACS, EMBASE e Cochrane, além de referências de artigos. Os desfechos avaliados foram resposta sobre a oxigenação e ventilação sanguínea, e a sobrevida dos pacientes.

Resultados:

Foram encontrados 120 estudos sobre ventilação não invasiva até Maio de 2010. Destes, apenas 19 eram sobre ventilação não invasiva em crianças. Já há ensaios clínicos prospectivos e de coorte, levando a uma qualidade de evidência nível II sobre o uso de ventilação não invasiva em crianças.

Conclusão:

Já há evidência científica para recomendar o uso da ventilação não invasiva, com um grau de recomendação B-II.

Ventilação não invasiva em crianças com insuficiência respiratória aguda – uma revisão sistemática

Comentários