einstein (São Paulo). 01/dez/2016;14(4):520-7.

Utilização de prótese do tipo cabeça cuff tear arthroplasty para o tratamento de artropatia do manguito rotador em pacientes idosos e com comorbidades

Cassiano Diniz Carvalho, Carlos Vicente Andreoli, Alberto de Castro Pochini, Benno Ejnisman

DOI: 10.1590/s1679-45082016ao3372

RESUMO
Objetivo
Avaliar o comportamento clínico e funcional dos pacientes submetidos à artroplastia do tipo cuff tear arthroplasty para o tratamento da artropatia do manguito rotador em diferentes estágios da afecção.
Métodos
Foram realizadas 34 hemiartroplastias do tipo cuff tear arthroplasty em 34 pacientes com artropatia do manguito rotador e comorbidades associadas, classificadas de acordo com Seebauer. A média de idade foi de 76,3 anos, sendo 23 pacientes do sexo feminino (67,6%) e 11 do sexo masculino (32,4%). O seguimento médio foi de 21,7 meses e a avaliação foi realizada por meio da Escala Visual Analógica da dor e pela escala de Constant.
Resultados
Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos feminino e masculino, tanto nas médias de redução na Escala Visual Analógica quanto nas de aumento na escala de Constant. A variação entre as avaliações da Escala Visual Analógica e da escala de Constant pré e pós-operatórias foi significante. Não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos de classificação de Seebauer quanto às médias de redução na Escala Visual Analógica e nem quanto às médias de aumento na escala de Constant, e não houve casos de infecção.
Conclusão
A hemiartroplastia do ombro tipo cuff tear arthroplasty é boa uma opção nos pacientes com artropatia do manguito rotador, especialmente em pacientes com comorbidades.

Utilização de prótese do tipo cabeça cuff tear arthroplasty para o tratamento de artropatia do manguito rotador em pacientes idosos e com comorbidades

55

Comentários