einstein (São Paulo). 01/jun/2012;10(2):242-6.

Ultrassonografia transcraniana na doença de Parkinson

Edson Bor-Seng-Shu, José Luiz Pedroso, Daniel Ciampi de Andrade, Orlando Graziani Povoas Barsottini, Luiz Augusto Franco de Andrade, Egberto Reis Barbosa, Manoel Jacobsen Teixeira

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200022

A ultrassonografia transcraniana tem se tornado ferramenta útil no diagnóstico diferencial das síndromes parkinsonianas. Trata-se de um método não invasivo e de baixo custo. O principal achado da ultrassonografia transcraniana em pacientes com doença de Parkinson idiopática é o aumento da ecogenicidade, ou hiperecogenicidade, na região da substância negra mesencefálica, presente em mais de 90% dos casos, o que reflete disfunção da via dopaminérgica nigroestriatal. O presente trabalho abordou como a hiperecogenicidade da substância negra pode auxiliar no diagnóstico diferencial das síndromes parkinsonianas.

Ultrassonografia transcraniana na doença de Parkinson

316

Comentários