Todos as publicações de “Orlando Graziani Povoas Barsottini”

3 results

RMf de linguagem na doença de Parkinson: levodopa versus não levodopa

Paula Ricci Arantes, Heloise Helena Gobato, Bárbara Bordegatto Davoglio, Maria Ângela Maramaldo Barreiros, André Carvalho Felício, Orlando Graziani Povoas Barsottini, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200010

Objetivo:Identificar o efeito da levodopa nas áreas de linguagem em pacientes com doença de Parkinson.MÉTODOS:Foram avaliados 50 pacientes com doença de Parkinson leve a moderada e pareados, por gênero e idade, a 47 voluntários saudáveis. Foram selecionados dois grupos homogêneos de 18 pacientes que usavam e 7 que não usavam levodopa. O exame de ressonância magnética funcional, com tarefa de fluência verbal por geração de palavras de maiores e menores demandas cognitivas, foi realizado em equipamento de 3T. Os dados […]

Síndrome de Sneddon: relato de caso e revisão sobre a relação com a síndrome do anticorpo antifosfolipídio

Livia Almeida Dutra, Pedro Braga-Neto, José Luiz Pedroso, Orlando Graziani Povoas Barsottini

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200018

A síndrome de Sneddon é um distúrbio raro caracterizado pela ocorrência de doença cerebrovascular associada a livedo reticular. A síndrome do anticorpo antifosfolipídio é o tipo mais frequente de trombofilia, definida pela ocorrência de trombose ou morbidade gestacional na presença de anticorpos antifosfolípides persistentemente positivos. Aproximadamente 80% dos pacientes com síndrome de Sneddon apresentam um marcador de anticorpo antifosfolipídio. Esses anticorpos podem exercer um papel fisiopatológico em alguns casos de síndrome de Sneddon, e muitos autores consideram essa síndrome e […]

Ultrassonografia transcraniana na doença de Parkinson

Edson Bor-Seng-Shu, José Luiz Pedroso, Daniel Ciampi de Andrade, Orlando Graziani Povoas Barsottini, Luiz Augusto Franco de Andrade, Egberto Reis Barbosa, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082012000200022

A ultrassonografia transcraniana tem se tornado ferramenta útil no diagnóstico diferencial das síndromes parkinsonianas. Trata-se de um método não invasivo e de baixo custo. O principal achado da ultrassonografia transcraniana em pacientes com doença de Parkinson idiopática é o aumento da ecogenicidade, ou hiperecogenicidade, na região da substância negra mesencefálica, presente em mais de 90% dos casos, o que reflete disfunção da via dopaminérgica nigroestriatal. O presente trabalho abordou como a hiperecogenicidade da substância negra pode auxiliar no diagnóstico diferencial […]