einstein (São Paulo). 01/mar/2015;13(1):47-51.

Impacto das atividades na autoestima dos pacientes em um programa de reabilitação pulmonar

Juliana Nascimento de Oliveira, Cecilia Melo Rosa Tavares, Selma Denis Squassoni, Nadine Cristina Machado, Priscila Kessar Cordoni, Luciene Costa Bortolassi, Mônica Silveira Lapa, Elie Fiss

DOI: 10.1590/S1679-45082015AO3209

Objetivo
Avaliar a autoestima e a autoimagem de pacientes com doenças respiratórias de um Programa de Reabilitação Pulmonar, que participaram de atividades de socialização e de treinamento físico e de pacientes que participaram apenas de treinamentos físicos.
Métodos
Estudo exploratório descritivo e transversal. Foram analisados 60 pacientes, todos inclusos em um Programa de Reabilitação Pulmonar. Destes, 42 participaram de pelo menos uma das atividades propostas, 10 não participaram das atividades e 8 foram excluídos (7 tiveram alta e 1 faleceu), não respondendo ao questionário de autoimagem e autoestima.
Resultados
Quando comparados os dois grupos, apesar de ambos terem apresentado autoestima e autoimagem baixas, a diferença entre eles foi significativa (p<0,05) com relação à autoestima: aqueles que participaram de atividades de socialização propostas pela equipe tiveram autoestima melhor que a dos sujeitos que participam apenas do treinamento físico. Já quanto à autoimagem, a diferença entre os grupos não foi significativa (p>0,05).
Conclusão
Os pacientes do Programa de Reabilitação Pulmonar avaliados apresentaram baixas autoestima e autoimagem, porém aqueles que realizaram alguma atividade de socialização proposta tiveram a autoestima maior comparada à dos que fizeram apenas o treinamento físico.

Impacto das atividades na autoestima dos pacientes em um programa de reabilitação pulmonar

61

Comentários