einstein (São Paulo). 30/out/2015;14(1):77-98.

Estimulação elétrica neuromuscular do quadríceps após artroplastia total de joelho: uma revisão sistemática

Helena Bruna Bettoni Volpato, Paulo Szego, Mario Lenza, Silvia Lefone Milan, Claudia Talerman, Mario Ferretti

DOI: 10.1590/S1679-45082015RW3140

RESUMO
O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da estimulação elétrica neuromuscular em pacientes submetidos à artroplastia total de joelho. Esta foi uma revisão sistemática sem restrição de idioma ou status de publicação. Nossa pesquisa foi realizada na biblioteca Cochrane, MEDLINE, Embase e LILACS. Foram incluídos ensaios clínicos randomizados ou quase-randomizados, avaliando a estimulação elétrica neuromuscular após a artroplastia total de joelho. Quatro estudos com risco de viés moderado e de baixo poder estatístico foram incluídos, totalizando 376 participantes. Não houve diferença estatisticamente significativa na função do joelho, dor e amplitude de movimento durante 12 meses de seguimento. Esta avaliação concluiu que a estimulação elétrica neuromuscular foi menos eficaz do que a reabilitação tradicional na função, força muscular e amplitude de movimento. No entanto, essa técnica é útil para a ativação do quadríceps durante os primeiros dias após a cirurgia.

Estimulação elétrica neuromuscular do quadríceps após artroplastia total de joelho: uma revisão sistemática

94

Comentários