einstein (São Paulo). 16/dez/2014;12(4):485-91.

De um lado ao outro: o que é essencial? Percepção dos pacientes oncológicos e de seus cuidadores ao iniciar o tratamento oncológico e em cuidados paliativos

Bruna Antenussi Munhoz, Henrique Soares Paiva, Beatrice Martinez Zugaib Abdalla, Guilherme Zaremba, Andressa Macedo Paiva Rodrigues, Mayra Ribeiro Carretti, Camila Ribeiro de Arruda Monteiro, Aline Zara, Jussara Oliveira Silva, Widner Baptista Assis, Luciana Campi Auresco, Leonardo Lopes Pereira, Adriana Braz del Giglio, Ana Claudia de Oliveira Lepori, Damila Cristina Trufelli, Auro del Giglio

DOI: 10.1590/S1679-45082014RC3091

Objetivo
Avaliar a percepção dos pacientes oncológicos e de seus cuidadores no início da abordagem diagnóstica e terapêutica, e durante os cuidados paliativos.
Métodos
Estudo transversal, realizado nos ambulatórios de oncologia e cuidados paliativos vinculados a Faculdade de Medicina do ABC. Foram coletados dados clínicos e demográficos de pacientes e de seus cuidadores, e aplicados questionários referentes aos elementos a serem elencados como importantes em relação ao tratamento.
Resultados
Foram incluídos 32 pacientes e 23 cuidadores que iniciavam o tratamento nos ambulatórios de oncologia, bem como 20 pacientes e 20 cuidadores nos ambulatórios de cuidados paliativos. Em relação aos pacientes do ambulatório de oncologia, os itens considerados mais importantes foram: médico disponível para discutir a doença e responder dúvidas (84%), confiança nos médicos (81%) e médico com linguagem acessível (81%). Para seus cuidadores, os seguintes aspectos foram considerados extremamente importantes: confiança nos médicos que cuidam do paciente (96%) e mesma equipe médica cuidando do seu familiar (87%). Para pacientes do ambulatório de cuidados paliativos, foram considerados extremamente importantes: confiança nos médicos (83%), estar com pessoas consideradas importantes (78%) e ser tratado de modo que preservasse sua dignidade (72%). Para seus cuidadores, foram considerados extremamente importantes: receber informação adequada sobre a doença e os riscos e benefícios do tratamento (84%), e sinceridade na comunicação das informações a respeito da doença (79%).
Conclusão
Confiança mediada por uma boa comunicação e a constância do cuidado foram valores tidos como fundamentais para a satisfação de cuidadores e de pacientes com câncer durante toda a evolução da doença.

De um lado ao outro: o que é essencial? Percepção dos pacientes oncológicos e de seus cuidadores ao iniciar o tratamento oncológico e em cuidados paliativos

131

Comentários