einstein (São Paulo). 01/set/2013;11(3):400-4.

Angiotomografia computadorizada de coronárias com tomógrafo com 320 fileiras de detectores e utilizando o AIDR-3D: experiência inicial

Roberto Sasdelli Neto, Cesar Higa Nomura, Ana Carolina Sandoval Macedo, Danilo Perussi Bianco, Fernando Uliana Kay, Gilberto Szarf, Gustavo Borges da Silva Teles, Hamilton Shoji, Pedro Vieira Santana Netto, Rodrigo Bastos Duarte Passos, Rodrigo Caruso Chate, Walther Yoshiharu Ishikawa, João Paulo Bacellar Costa Lima, Marcelo Assis Rocha, Vinícius Neves Marcos, Bruna Bonaventura Failla, Marcelo Buarque de Gusmão Funari

DOI: 10.1590/S1679-45082013000300025

A angiotomografia computadorizada de coronárias (angioTC de coronárias) é um excelente método de imagem não invasivo para avaliar a doença arterial coronariana. Atualmente, a dose de radiação efetiva estimada da angioTC de coronárias pode ser reduzida em tomógrafos de última geração com múltiplos detectores, como o tomógrafo com 320 fileiras de detectores (320-CT), sem prejuízo na acurácia diagnóstica da angioTC de coronárias. Para reduzir ainda mais a dose de radiação, novos algoritmos de reconstrução iterativa foram recentemente introduzidos por vários fabricantes de tomógrafos, que atualmente são utilizados rotineiramente nesse exame. Neste trabalho, apresentamos nossa experiência inicial na angioTC de coronárias utilizando o 320-CT e o Adaptive Iterative Dose Reduction 3D (AIDR-3D). Apresentamos ainda as indicações mais comuns desse exame na rotina da instituição bem como os protocolos de aquisição da, angioTC de coronárias com as atualizações relacionadas a essa nova técnica para reduzir a dose de radiação. Concluímos que a dose de radiação da angioTC de coronárias pode ser reduzida seguindo o princípio as low as reasonable achievable (tão baixo quanto razoavelmente exequível), combinando a indicação de exame com técnicas bem documentadas para a diminuição da dose de radiação, como o uso de betabloqueadores e a redução do kV, com os mais recentes aplicativos de reconstrução iterativa para redução da dose de radiação, como o AIDR-3D.

Angiotomografia computadorizada de coronárias com tomógrafo com 320 fileiras de detectores e utilizando o AIDR-3D: experiência inicial

318

Comentários