40 results

A realidade virtual é útil para manejo da dor em pacientes submetidos a procedimentos médicos?

Daniel Melecchi de Oliveira Freitas ORCID logo , Viviane Souto Spadoni ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019MD4837

RESUMO O manejo da dor é uma questão médica complexa, e muitos esforços têm sido feito para que novas terapias não farmacológicas sejam desenvolvidas. A realidade virtual é um aparato tecnológico que promove interação entre humanos e ambiente virtual, por meio de hardware (geralmente fones de ouvido), conectado a computador ou celular, e de software. Além disso, este ambiente virtual pode ser adaptado para qualquer tipo de cenário. Portanto, é plausível que o software utilizado seja personalizado, dependendo da experiência […]

O papel da ressonância magnética na doença de Ménière: a avaliação da hidropsia endolinfática nos dias atuais

Rafael Maffei Loureiro ORCID logo , Daniel Vaccaro Sumi ORCID logo , Marcelo Delboni Lemos ORCID logo , Hugo Luis de Vasconcelos Chambi Tames ORCID logo , Regina Lucia Elia Gomes ORCID logo , Mauro Miguel Daniel ORCID logo , [...]

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019MD4743

RESUMO Os avanços técnicos na ressonância magnética têm permitido detectar e classificar com acurácia a distensão do espaço endolinfático na doença de Ménière; isso só era possível nos estudos histológicos post-mortem até poucos anos atrás. Além de afastar outras causas de vertigem e de perda auditiva, a ressonância magnética é capaz de avaliar os compartimentos coclear e vestibular do espaço endolinfático por meio de um protocolo dedicado.

A ressonância magnética multiparamétrica de próstata nos dias atuais

Thais Caldara Mussi

DOI: 10.1590/S1679-45082018MD4408

RESUMO A ressonância magnética de próstata é um método de imagem que tem demonstrado crescente relevância na prática urológica. Devido aos avanços tecnológicos dos equipamentos e à introdução de sequências funcionais, possibilita maior acurácia na detecção e caracterização de tumores prostáticos.

Ressonância magnética funcional para avaliação clínica da contratilidade uterina

Vinicius Adami Vayego Fornazari, Stela Adami Vayego, Denis Szejnfeld, Jacob Szejnfeld, Suzan Menasce Goldman

DOI: 10.1590/S1679-45082018MD3863

RESUMO A contratilidade uterina fora da fase gestacional, durante o ciclo menstrual e as habituais variações funcionais do órgão, é um dos mecanismos responsáveis pela reprodução e fertilidade, devido sua ação direta nos mecanismos de condução dos espermatozoides até o óvulo e na implantação decidual. Patologias como leiomioma uterino, endometriose, adenomiose, síndrome dos ovários policísticos, bem como o uso de dispositivos intrauterinos e anticoncepcionais orais, podem alterar a funcionalidade da contratilidade uterina. Desta forma a ressonância magnética com sequências ultra-rápidas […]

Síndrome de Munchausen e síndrome de Munchausen por procuração: uma revisão narrativa

Daniel de Sousa Filho, Elton Yoji Kanomata, Ricardo Jonathan Feldman, Alfredo Maluf Neto

DOI: 10.1590/S1679-45082017MD3746

RESUMO A síndrome de Munchausen e a síndrome de Munchausen por procuração são condições caracterizadas pela invenção ou pela produção intencional de sinais ou sintomas de doenças, bem como alterações de exames laboratoriais. Indivíduos com esta síndrome fingem que estão doentes e tendem a procurar tratamento, sem ganho secundário, em diferentes serviços de saúde. Ambas as síndromes são condições bem descritas na literatura desde 1951. Elas são frequentemente observadas pelas equipes de saúde em clínicas, enfermarias hospitalares e prontos-socorros. Conduziu-se […]

A nova era da tromboelastometria

Tomaz Crochemore, Felipe Maia de Toledo Piza, Roseny dos Reis Rodrigues, João Carlos de Campos Guerra, Leonardo José Rolim Ferraz, Thiago Domingos Corrêa

DOI: 10.1590/S1679-45082017MD3130

RESUMO A hemorragia grave com necessidade de transfusão de sangue e componentes é uma complicação frequente na unidade de terapia intensiva e está associada ao aumento da morbidade e da mortalidade. A identificação adequada e o tratamento precoce da causa específica da coagulopatia tornam-se fundamentais para o controle efetivo da hemorragia, racionalizando a utilização de sangue e componentes, e desta forma, prevenindo a ocorrência de efeitos adversos. Testes convencionais da coagulação (tempo de ativação de protrombina e tempo de tromboplastina […]

O papel da tromboelastometria na avaliação e no tratamento da coagulopatia em pacientes submetidos ao transplante hepático

Raffael Pereira Cezar Zamper, Thiago Chaves Amorim, Luiz Guilherme Villares da Costa, Flávio Takaoka, Ary Serpa Neto

DOI: 10.1590/S1679-45082017MD3903

RESUMO A monitorização perioperatória da coagulação é fundamental para estimar o risco de sangramento, diagnosticar deficiências causadoras de hemorragia e guiar terapias hemostáticas durante procedimentos cirúrgicos de grande porte, como o transplante hepático. Os testes estáticos, comumente usados na prática clínica, são insatisfatórios no intraoperatório, pois demandam tempo e não avaliam a função plaquetária; são determinados no plasma e realizados em temperatura padrão de 37°C. Os métodos que avaliam as propriedades viscoelásticas do sangue total, como o tromboelastograma e a […]

PET/RM: um novo método de imagem híbrida. Principais indicações clínicas e experiência preliminar no Brasil

Taise Vitor, Karine Minaif Martins, Tudor Mihai Ionescu, Marcelo Livorsi da Cunha, Ronaldo Hueb Baroni, Marcio Ricardo Taveira Garcia, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082017MD3793

RESUMO Nos últimos anos, imagens médicas com tecnologias híbridas tornaram-se amplamente aceitas e utilizadas na prática clínica. O PET/RM possui vantagens importantes, incluindo excelentes contrastes e resolução, e menor radiação ionizante, em comparação ao PET/TC. Por isto, é uma modalidade promissora para exames de imagem de pacientes oncológicos, para avaliar o cérebro, cabeça e pescoço, o fígado e a pelve. O objetivo deste artigo foi analisar as situações clínicas que se beneficiariam de exames de PET/RM a partir de uma […]

Sarcopenia e toxicidade mediada pela quimioterapia

Maria Cecília Monteiro Dela Vega, Alessandro Laviano, Gustavo Duarte Pimentel

DOI: 10.1590/s1679-45082016md3740

RESUMOEsta revisão narrativa descreve o papel da sarcopenia e a toxicidade mediada pela quimioterapia em pacientes com câncer. Diversas evidências consistentes mostram que a sarcopenia em pacientes com câncer induz à menor sobrevida global, por influenciar na interrupção do tratamento e na redução da dose. Portanto, a sarcopenia pode ser considerada um importante fator de prognóstico de desfecho negativo, além de um determinante de maiores custos em saúde.

Sistema de imagem intraoperatória por fluorescência infravermelha durante cirurgias robóticas

Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo, Vladimir Schraibman

DOI: 10.1590/s1679-45082016md3658

RESUMOA identificação intraoperatória de certas estruturas anatômicas, por seu tamanho ou por elas serem ocultas à visão, pode ser desafiadora. O desenvolvimento da cirurgia minimamente invasiva trouxe dificuldades adicionais, pela falta da sensibilidade tátil completa. Diversas formas de detecção intraoperatória destas estruturas têm sido tentadas. Recentemente, a tecnologia de fluorescência infravermelha com verde de indocianina foi associada às plataformas robóticas. Além disso, essa tecnologia tem sido testada em uma variedade de cirurgias, e suas vantagens parecem estar ligadas a baixo […]

1 2 3 4