einstein (São Paulo). 14/fev/2019;17(1):eRC4610.

Análise clinicopatológica e imuno-histoquímica do carcinoma de células escamosas de células fusiformes da língua: um caso raro

Diego Filipe Bezerra Silva ORCID logo , Hellen Bandeira de Pontes Santos ORCID logo , Jorge Esquiche León ORCID logo , Daliana Queiroga de Castro Gomes ORCID logo , Pollianna Muniz Alves ORCID logo , Cassiano Francisco Weege Nonaka ORCID logo

DOI: 10.31744/einstein_journal/2019RC4610

RESUMO

O carcinoma de células escamosas de células fusiformes da língua, é uma variante rara do carcinoma de células escamosas. Este trabalho relata o caso de um paciente do sexo masculino de 64 anos de idade com carcinoma de células escamosas de células fusiformes da língua. Foi feita uma revisão dos aspectos relacionados a etiopatogenia, características clinicopatológicas e imuno-histoquímicas, além do tratamento dessa neoplasia. O paciente procurou atendimento para avaliação de tumefação dolorosa na língua. O exame extraoral revelou linfonodos cervicais submandibulares e cervicais superiores palpáveis. Foi realizada biópsia incisional com base nas hipóteses diagnósticas de carcinoma de células escamosas ou neoplasia maligna de glândula salivar. A análise histopatológica demonstrou proliferação de células fusiformes atípicas, exibindo extenso pleomorfismo. As células tumorais foram positivas para vimentina, p53 e alfa-actina de músculo liso, focalmente positivas para antígeno de membrana epitelial e P63, e negativas para pancitoqueratina (AE1/AE3), CK7, CD138, CD34, CD56 e S-100. O índice de positividade para o Ki-67 foi de aproximadamente 40%. Foi feito o diagnóstico de carcinoma de células escamosas, de células fusiformes, e o paciente foi encaminhado para um serviço de cirurgia de cabeça e pescoço. Na cavidade oral, o carcinoma de células escamosas de células fusiformes da língua, é uma variante agressiva do carcinoma de células escamosas, que geralmente se apresenta como massa exofítica localizada na língua de homens idosos. Devido às suas distintas características histopatológicas, a imuno-histoquímica é uma ferramenta valiosa e útil para estabelecer o diagnóstico de carcinoma de células escamosas de células fusiformes da língua.

Análise clinicopatológica e imuno-histoquímica do carcinoma de células escamosas de células fusiformes da língua: um caso raro

Comentários