einstein (São Paulo). 01/mar/2015;13(1):79-88.

Produção aumentada de superóxido e fibrose renal: novo modelo animal

Nadia Karina Guimarães-Souza, Liliya Marsovna Yamaleyeva, Baisong Lu, Ana Claudia Mallet de Souza Ramos, Colin Edward Bishop, Karl Erik Andersson

DOI: 10.1590/S1679-45082015AO3179

Objetivo
Estabelecer se a mutação no gene Immp2L induz à fibrose renal e se o envelhecimento exacerba a morfologia renal em camundongos.
Métodos
Foram usadas fêmeas de camundongos mutantes para proteína semelhante à peptidase 2 da camada interna da mitocôndria, com 3 e 18 meses de idade. Para analisar a fibrose renal, foram usados o escore clássico de fibrose, a coloração com tricrômio de Masson, e a análise de marcadores profibróticos, por meio da reação em cadeia de polimerase em tempo real (superóxido dismutase 1, metalonoproteinase-9, eritropoietina e fator transformador de crescimento beta), e a imunocoloração (fibroblastos e colágeno IV). Marcadores de estresse oxidativo foram determinados por imuno-histoquímica. O número de células apoptóticas renais foi analisado. A função renal foi estimada por creatinina sérica.
Resultados
Camundongos mutantes jovens apresentaram glomeruloesclerose em quantidade significativamente maior que animais da mesma idade (p=0,034). Os mutantes mostraram maior formação de cilindros tubulares (p=0,025), deposição de colágeno (p=0,019) e maior expressão de colágeno do tipo IV (p<0,001). A expressão de superóxido dismutase 1 foi maior em mutantes jovens (p=0,038). Mutantes idosas exibiram maior expressão dos marcadores de fibroblastos e macrófagos (p=0,007 e p=0,012, respectivamente). As reações da cadeia de polimerase em tempo real da metalanoproteinase-9 e da eritropoietina estavam aumentadas em 2,5 e 6 vezes, respectivamente, em mutantes idosas. A creatinina sérica foi significantemente maior em animais idosos mutantes (p<0,001).
Conclusão
Essa mutação alterou a arquitetura renal pelo aumento da deposição de matriz extracelular, estresse oxidativo e inflamação, sugerindo papel de proteção de Immp2L contra a fibrose renal.

Produção aumentada de superóxido e fibrose renal: novo modelo animal

92

Comentários