einstein (São Paulo). 08/mar/2016;14(3):423-30.

Pressão intra-abdominal: revisão integrativa

Rafaela Milanesi, Rita Catalina Aquino Caregnato

DOI: 10.1590/S1679-45082016RW3088

RESUMO
Em pacientes críticos com quadros abdominais agudos a esclarecer é crescente a solicitação da aferição da pressão intra-abdominal. Sintetizar resultados de pesquisas sobre a mensuração da pressão intra-abdominal pela via vesical e analisar o nível de evidência foram os objetivos desta revisão integrativa da literatura, realizada nas bases LILACS, MEDLINE e PubMed, no período de 2005 a julho de 2012. Identificaram-se 20 artigos, sendo 12 revisões de literatura, 4 estudos exploratório-descritivos, 2 opiniões de especialistas, 1 estudo de coorte prospectivo e 1 relato de experiência. O método vesical para mensuração da pressão intra-abdominal foi considerado padrão-ouro. Existem variações na técnica, entretanto pontos em comum foram identificados: posição supina completa, na ausência de contratura abdominal, ao final da expiração e expressa em mmHg. A maioria indica posicionar o ponto zero do transdutor na linha axilar média, ao nível da crista ilíaca e instilar 25ml de solução salina estéril. Evidências fortes precisam ser desenvolvidas.

Pressão intra-abdominal: revisão integrativa

446

Comentários