einstein (São Paulo). 30/out/2015;13(4):492-9.

Estudo comparativo da qualidade de vida de adultos sobreviventes de leucemia linfocítica aguda e tumor de Wilms na infância

Clélia Marta Casellato de Souza, Lilian Maria Cristofani, Ana Lucia Beltrati Cornacchioni, Vicente Odone Filho, Evelyn Kuczynski

DOI: 10.1590/S1679-45082015AO3231

RESUMO
Objetivo
Analisar e comparar a qualidade de vida relacionada à saúde de sobreviventes adultos de leucemia linfocítica aguda e tumor de Wilms entre si, e em relação a participantes sadios.
Métodos
Foram selecionados noventa participantes, acima de 18 anos, os quais foram divididos em três grupos, sendo cada um com 30 sujeitos: Grupo Controle, que contou com indivíduos fisicamente saudáveis, sem histórico oncológico; grupo experimental formado por pacientes que tiveram diagnóstico de leucemia linfocítica aguda; e grupo experimental formado por pacientes que tiveram diagnóstico de Tumor de Wilms. A avaliação da qualidade de vida foi realizada por telefone e utilizou o Medical Outcomes Study 36-Item Short Form Health Survey.
Resultados
Os sobreviventes do sexo masculino apresentaram melhores resultados em relação aos do sexo feminino e controles no Aspecto vitalidade, para leucemia linfocítica aguda (p=0,042) e tumor de Wilms (p=0,013). Para os sobreviventes de leucemia linfocítica aguda nos Aspectos sociais (p=0,031), Saúde mental (p=0,041) e Aspectos emocionais (p=0,040), neste último também para as sobreviventes de Tumor de Wilms (p=0,040). Os melhores resultados relacionados ao domínio Capacidade funcional foram registrados para o grupo experimental de pacientes que tiveram diagnóstico tardio de leucemia linfocítica aguda. Observaram-se diferenças significativas entre os grupos, exceto para os domínios Aspectos sociais e emocionais para a percepção da própria saúde, que teve respostas de cunho positivo, que qualificavam a própria saúde como boa, muito boa e excelente.
Conclusão
O grupo experimental de pacientes que tiveram diagnóstico de leucemia linfocítica aguda não apresentou evidências de comprometimento relevante da qualidade de vida relacionada à saúde. O Medical Outcomes Study 36-Item Short Form Health Survey (via telefone) pode ser um recurso de acesso e avaliação de sobreviventes.

Estudo comparativo da qualidade de vida de adultos sobreviventes de leucemia linfocítica aguda e tumor de Wilms na infância

61

Comentários