2 results

Tolerância da parturiente à extensibilidade perineal avaliada pelo EPI-NO: estudo observacional

Mary Uchiyama Nakamura, Nelson Sass, Julio Elito Júnior, Carla Dellabarba Petricelli, Sandra Maria Alexandre, Edward Araujo Júnior, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO2944

Objetivo:Determinar como a mulher parturiente tolera o uso de uma nova técnica de extensibilidade perineal, por meio do aparelho EPI-NO.Métodos: Estudo observacional com um total de 227 gestantes a termo. Durante a avaliação pelo EPI-NO, as parturientes foram perguntadas sobre a sensação de desconforto. O grau de desconforto foi medido usando a Escala Visual Analógica, com escore entre zero a 10. O teste de Mann-Whitney foi usado para avaliar a extensibilidade perineal avaliada pelo EPI-NO e o grau de desconforto […]

Aspectos clínicos e epidemiológicos da prematuridade em um Centro de Parto Normal, São Paulo, Brasil

Miriam Siqueira do Carmo Rabello, Sonia Maria Oliveira de Barros

DOI: 10.1590/s1679-45082011ao1874

RESUMOObjetivo:Apresentar aspectos clínicos e epidemiológicos da prematuridade em um Centro de Parto Normal e descrever resultados perinatais.Métodos:Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo, com 189 prontuários clínicos de partos prematuros com fetos únicos, vivos, com idade gestacional entre 25 e 36,6 semanas.Resultados:A prevalência de prematuridade foi de 7,8%, sendo 23,2% em mães adolescentes. A intercorrência obstétrica mais frequente foi a rotura prematura das membranas ovulares (35,4%), seguida da síndrome hipertensiva (18,5%). O parto cesáreo foi realizado em 33% dos casos. O […]