2 results

Controle endoscópico de papilomatose esofágica extensa sem indicação para tratamento endoscópico

Angelo Paulo Ferrari, Fernanda Prata Martins

DOI: 10.1590/S1679-45082017RC3905

RESUMO Apresentamos dois casos de papilomatose esofágica, lesão raramente relatada, que pode levar à disfagia, e que não teve melhora após tratamento endoscópico. Ambos os pacientes recusaram cirurgia e foram acompanhados por até 3 anos, sem alterações clínicas ou endoscópicas importantes.

Hemoperitôneo secundário a GIST gástrico c-KIT negativo e anticorpo anti-DOG1 positivo

Marina Gabrielle Epstein, Aline Fioravanti Pasquetti, Sara Venoso Costa, Murillo de Lima Favaro, Orlando Contrucci Filho, Marcelo Augusto Fontenelle Ribeiro Junior

DOI: 10.1590/S1679-45082012000300022

Os tumores estromais do trato gastrintestinal, embora relativamente raros, compreendem a maioria dos tumores mesenquimais do trato digestivo e constituem 5% de todos os sarcomas. Quanto à apresentação clínica, os sintomas mais comuns são dor, hemorragia digestiva e massa palpável. Este trabalho relatou o caso de um paciente jovem que desenvolveu hemoperitôneo por ruptura de neoplasia gástrica e necessitou de tratamento cirúrgico de urgência. A análise patológica e imunoistoquímica revelou tratar-se de um caso raro epidemiologicamente: tipo celular epitelioide e […]