Bacteremias por germes Gram-negativos multirresistentes

A resistência de germes Gram-negativos simultânea a todos os carbapenens, a todos os outros betalactâmicos e a todas as fluoroquinolonas constitui o que os autores chamam de “bacteremias por Gram-negativos difíceis de tratar”. Em estudo realizado em 173 hospitais norte-americanos e 45.011 bacteremias por Gram-negativos, 471 (1%) se enquadraram nesta definição de bacteremia difícil de tratar: 79% destes pacientes receberam aminoglicosídeos, polimixinas ou tigeciclina. A mortalidade nestes pacientes foi de 43,3%, ou seja, mais alta que na resistência apenas a carbapenens. Esse tipo de resistência tem implicações claras para a sobrevida desses pacientes

Kadri SS, Adjemian J, Lai YL, Spaulding AB, Ricotta E, Prevots DR, Palmore TN, Rhee C, Klompas M, Dekker JP, Powers JH 3rd, Suffredini AF, Hooper DC, Fridkin S, Danner RL; National Institutes of Health Antimicrobial Resistance Outcomes Research Initiative (NIH–ARORI). Difficult-to-treat resistance in gram-negative bacteremia at 173 US hospitals: retrospective cohort analysis of prevalence, predictors, and outcome of resistance to all first-line agents. Clin Infect Dis. 2018;67(12):1803-814. doi:10.1093/cid/ciy378.

Bacteremias por germes Gram-negativos multirresistentes

Comentários