Tratamento com anticorpos específicos previne reativação por citomegolovírus após transplantes

A infecção por citomegalovírus e sua reativação são fenômenos frequentes após transplante de órgãos sólidos e de células-tronco hematopoiéticas, com impacto significante nos resultados do procedimento. Em um modelo experimental em camundongos e transplante de células-tronco hematopoiéticas, uma infusão de anticorpos anticitomegolovírus da cepa, que estava presente, foi protetora. É necessário que os anticorpos sejam específicos para a cepa presente. O uso de imunoglobulina comercial já foi tentado como profilático e terapêutico em transplantes de medula, mas não mostrou eficiência significativa, provavelmente porque os anticorpos presentes não eram os adequados para a cepa infectante.

Martins JP, Andoniou CE, Fleming P, Kuns RD, Schuster IS, Voight V, et al. Strain-specific antibody theraphy prevents cytomegalovirus reactivation after transplantation. Science. 2019;363(6424):288-93. doi: https://doi.org/10.1126/science.aat0066.

 

Tratamento com anticorpos específicos previne reativação por citomegolovírus após transplantes

Comentários