101 results

Encefalopatia bilirrubínica por incompatibilidade Rh

Taísa Roberta Ramos Nantes de Castilho, Marcelli Salete Vargas, Adriana Pinsuti, Marcos Augusto Rocha, Jose Ricardo D’Bertagnon

DOI: 10.1590/S1679-45082011RC2014

RESUMO Os autores apresentam o caso de um recém-nascido cuja mãe apresentava sensibilização ao fator Rh, que teve alta precoce da maternidade, ictérico, e que voltou a um pronto-socorro para ser novamente internado, aos 5 dias de vida, com sinais de kernicterus. Apesar da terapêutica instituída, evoluiu com quadro de encefalopatia bilirrubínica. Merecem atenção a falta de interação entre as equipes obstétrica e neonatal, a alta precoce e a falta de preocupação dos neonatologistas com a icterícia em recém-nascido de […]

Linfoma de Hodgkin e gestação: série de casos e proposta de protocolo para tratamento

Carolina Kassab, Guilherme Fleury Perini, Patrícia Weinschenker Bollmann, Fabio Rodrigues Kerbauy, Nelson Hamerschlak

DOI: 10.1590/S1679-45082011RC1992

RESUMO O pico de incidência do linfoma de Hodgkin coincide com a idade fértil feminina, sendo atualmente a quarta neoplasia mais diagnosticada na gravidez. Entretanto, não existe consenso na literatura sobre como tratar essas pacientes, devido aos riscos da quimioterapia tanto para a gestante quando para o feto. Relatamos três casos de gestantes acometidas por linfoma de Hodgkin e realizamos a revisão de literatura com o objetivo sugerir um protocolo de tratamento para essas pacientes.

Um caso raro de hematúria

Andreia Mascarenhas, Isabel Castro

DOI: 10.1590/S1679-45082011RC1946

RESUMO A infestação por Schistosoma haematobium é comum em países africanos e no oeste asiático. Sua fase crónica é caracterizada pela deposição de ovos do parasita em vários tecidos do organismo com resposta inflamatória, formação de granulomas e fibrose. Afecta frequentemente as vias urinárias, apresentando-se com hematúria, e, em fases terminais, com insuficiência renal por obstrução urinária e, em último caso, neoplasia escamosa da bexiga. Dado que a infecção crónica pode resultar em elevada morbilidade, é imperativo que os médicos […]

Diverticulite perfurada do apêndice cecal: diagnóstico ultrassonográfico

Rafael Burgomeister Lourenço, Marco da Cunha Pinho, Vladimir Schraibman, Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, Miguel José Francisco Neto, Marcelo Buarque de Gusmão Funari

DOI: 10.1590/S1679-45082011RC978

RESUMO A diverticulite do apêndice é uma patologia incomum, eventualmente confundida com a apendicite cecal, tendo, porém, maior risco de perfuração e de outras complicações. Seu diagnóstico pré-cirúrgico é raramente realizado, mas pode ser obtido pela ultrassonografia com a demonstração de um divertículo associado a sinais clássicos de apendicite. Relatamos o caso de um homem adulto em que foi possível o diagnóstico ultrassonográfico de diverticulite do apêndice cecal e revisamos os principais aspectos relacionados a essa condição.

Recém-nascido com massa cervical

Rita Calado Pereira, Laura Martins Barroso, Maria José Mendes, Isabel Fernandes Joaquim, Helder Ornelas

DOI: 10.1590/S1679-45082011RC1891

RESUMO O bócio congênito é uma causa rara de massa cervical no recém-nascido podendo resultar de um defeito na síntese de tiroxina pelo feto, ou administração de antitiroidianos ou substâncias contendo iodo durante a gravidez. Na maioria das vezes, acompanha-se de disfunção tireoidiana. É descrito o caso de um recém-nascido a termo, de sexo masculino, com bócio congênito e hipotireoidismo primário. Foi iniciada terapia hormonal de reposição com normalização dos níveis de tiroxina e triiodotironina. Como a investigação materna foi […]

Osteogênese imperfecta na forma grave: relato de caso

Fernando Bastos, Liliana Thaureaux Perez, Caridad Ponce de León Narváes, Olívia Costa, Rui Carlos Souto da Silva, Joaquim Carlos Vicente Dias Van-Dunem, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082010RC1863

RESUMO Os autores apresentam um caso clínico de Osteogenesis Imperfecta, dando ênfase às características clínicas, epidemiológicas, formas de classificação e tratamento da doença. Trata-se de um caso clínico importante para o conhecimento não só de pediatras e ortopedistas, mas também de outros profissionais envolvidos com o problema. O artigo foi descrito juntamente dos Serviços de Pediatria e de Neonatologia da Clínica Girassol, em Luanda, Capital da República de Angola, África.

Encefalopatia induzida por cefepime em paciente sem insuficiência renal

Fernando Morgadinho Santos Coelho, Maurício Bernstein, Paula Kiyomi Onaga Yokota, Rosilene Motta Elias Coelho, Marcelo Wachemberg, Letícia Pereira de Brito Sampaio, [...]

DOI: 10.1590/s1679-45082010rc1121

RESUMOEste relato descreve neurotoxicidade em um paciente mais idoso em uso de cefepime na dose de 2 g duas vezes ao dia. O paciente de 81 anos desenvolveu estado epiléptico não-convulsivo durante o tratamento com 1 g de cefepime duas vezes ao dia. O paciente se recuperou depois de 30 dias, após a interrupção do cefepime.

Tumores ósseos benignos subperiosteais do colo do tálus ressecados artroscopicamente: relatos de caso

Marcelo Pires Prado, Alberto Abussamara Moreira Mendes, Daniel Tassetto Amodio

DOI: 10.1590/s1679-45082010rc1530

RESUMODois casos de tumores condrais benignos na região do colo do tálus (um osteoma osteoide e um condroblastoma) foram descritos. Puderam ser resectados por artroscopia devido à localização específica e pouco comum. Discutiram-se os aspectos sobre exames de imagens, a incidência em ossos do pé e as possibilidades de tratamento, além de apresentar uma revisão da literatura.

Torção de cisto pleuropericárdico: relato de caso

Davi Wen Wei Kang, Maria Carolina Ercoli Corpa, Marcelo de Castro Jorge Racy, Ronaldo Hueb Baroni, Fabiano Cataldi Engel, Laert de Oliveira Andrade Filho, [...]

DOI: 10.1590/s1679-45082010rc937

RESUMOCistos pericárdicos constituem 12-18% de todas as massas mediastinais. Geralmente, são assintomáticos e detectados incidentalmente, podendo manifestar sintomas quando alcançam um tamanho aumentado. Na maioria das vezes, estão situados no seio cardiofrênico direito, mas podem ocupar outra localização no mediastino. Neste artigo, relatamos uma torção de cisto pleuropericárdico após esforço físico, uma complicação raríssima dessa condição, cujo diagnóstico foi realizado por meio da tomografia computadorizada do tórax e confirmado posteriormente por videotoracoscopia.

Déficit de dorsiflexão do tornozelo como complicação de cirurgia bariátrica: relato de casos

Marcelo Pires Prado

DOI: 10.1590/s1679-45082010rc1474

RESUMOSão descritos dois casos de pacientes com obesidade mórbida submetidos à cirurgia bariátrica e importante perda de peso subsequente. Na evolução, apresentaram queixa de fraqueza nas pernas e o exame físico revelou perda do ângulo de dorsiflexão do pé. Estes casos tiveram resolução espontânea. É apresentada a literatura a respeito.

1 8 9 10 11