Todos as publicações de “Marcelo Passos Teivelis”

6 results

Inserção braquial de cateteres venosos totalmente implantáveis para quimioterapia: complicações e avaliação da qualidade de vida em 35 pacientes

Igor Yoshio Imagawa Fonseca, Mariana Krutman, Kenji Nishinari, Guilherme Yazbek, Marcelo Passos Teivelis, Guilherme André Zottele Bomfim, [...]

DOI: 10.1590/s1679-45082016ao3606

RESUMOObjetivoAvaliar prospectivamente segurança perioperatória, complicações precoces e grau de satisfação de pacientes submetidos ao implante de cateteres centrais de inserção periférica pela veia basílica.Métodos Foram acompanhados prospectivamente e submetidos ao implante de cateteres de longa permanência de inserção periférica, entre novembro de 2013 e junho de 2014, 35 pacientes consecutivos com doença oncológica ativa necessitando de quimioterapia. Os procedimentos foram realizados em centro cirúrgico por uma mesma equipe composta por três cirurgiões vasculares. Os desfechos primários avaliados foram as complicações […]

Revascularização endovascular de doença oclusiva fêmoro-poplítea TASC C e D com o uso de dióxido de carbono como meio de contraste

Cynthia de Almeida Mendes, Marcelo Passos Teivelis, Sergio Kuzniec, Juliana Maria Fukuda, Nelson Wolosker

DOI: 10.1590/S1679-45082016AO3661

RESUMOObjetivoAnalisar os resultados de dez angioplastias de lesões fêmoro-poplíteas TASC C e D utilizando CO2 como meio de contraste primário em pacientes sem restrição ao meio de contraste iodado com o objetivo de diminuir reações alérgicas e potencial de nefrotoxicidade em pacientes de alto risco.Métodos Descrevemos os resultados de dez angioplastias de lesões fêmoro-poplíteas TASC C e D utilizando CO2 como meio de contraste primário em pacientes de alto risco para revascularização aberta e sem contraindicação formal a iodo. Analisamos […]

Uso de dióxido de carbono como substituto ao contraste iodado em arteriografia durante embolectomia

Nelson Wolosker, Marcelo Passos Teivelis, Cynthia de Almeida Mendes, Kenji Nishinari, Mariângela de Freitas Ribeiro, Sergio Kuzniec

DOI: 10.1590/S1679-45082015RC2997

A isquemia aguda de membro pode ser danosa para o membro e para a vida. A insuficiência renal é um desfecho possível associado à liberação dos produtos da reperfusão do membro isquêmico. Alguns autores relatam o benefício de realização de angiografia após embolectomia, apesar do contraste iodado também ser nefrotóxico. Relatamos um caso de embolectomia em uma paciente com insuficiência renal, em que o dióxido de carbono foi utilizado como substituto para o contraste iodado.

Parceria público-privada em cirurgia vascular

Cynthia de Almeida Mendes, Alexandre de Arruda Martins, Marcelo Passos Teivelis, Sérgio Kuzniec, Nelson Wolosker

DOI: 10.1590/s1679-45082014gs3029

Objetivo Descrever e analisar os resultados de parceria público-privada entre o Ministério da Saúde e um hospital privado em projeto de assistência e pesquisa científica na área de cirurgia endovascular. Métodos: Foram analisados fluxos, custos e resultados clínicos dos pacientes atendidos numa parceria público-privada entre abril de 2012 e julho de 2013. Todos os pacientes foram operados, ficaram pelo menos um dia na unidade de terapia intensiva do hospital privado e participaram de um protocolo de pesquisa para comparação entre […]

Doença cística adventicial da artéria poplítea: causa infrequente de claudicação intermitente

Paulo Kauffman, Sergio Kuzniec, Roberto Sacilotto, Marcelo Passos Teivelis, Nelson Wolosker, Adriano Tachibana

DOI: 10.1590/s1679-45082014rc2818

A claudicação intermitente está frequentemente associada à doença aterosclerótica, mas diagnósticos diferenciais devem ser pesquisados em pacientes sem fatores de risco tradicionais. A doença cística adventicial, de etiologia incerta, acomete em maior proporção a artéria poplítea e, eventualmente, apresenta-se como claudicação intermitente. Apresentamos um caso da doença e seu manejo cirúrgico, e discutimos a etiopatogenia, os aspectos diagnósticos e terapêuticos da enfermidade.

Análise do tratamento de hiperidrose com oxibutinina em pacientes com mais de 40 anos

Nelson Wolosker, Mariana Krutman, Marcelo Passos Teivelis, Rafael Pessanha de Paula, Paulo Kauffman, Jose Ribas Milanez de Campos, [...]

DOI: 10.1590/S1679-45082014AO2841

Objetivo:Analisar a efetividade da oxibutinina para tratamento da hiperidrose em pacientes com mais de 40 anos.Métodos: Oitenta e sete pacientes com idade superior a 40 anos foram divididos em dois grupos: o primeiro com 48 pacientes (55,2%), com idades entre 40 e 49 anos. O segundo com 39 pacientes (44,8%), com mais de 50 anos (intervalo: 50 a 74 anos). Uma análise comparativa da Qualidade de Vida e do nível de hiperidrose entre os grupos foi realizada 6 semanas após […]